Era o que Faltava

Temporada 3

2021-11-23

Gonçalo Diniz (com Exclusivo Online)

“Eu sou daquela filosofia que se tu ajudares quem está do lado, o mundo automaticamente todo está ajudado”.

 

É o cunhado de Fernão de Magalhães na série espanhola “Sem Limites”, que vai estrear no Prime Video da Amazon em 2022. No bolso, tem um projeto chamado “Vitória”, como a filha, que retrata o paralelismo entre o cancro que viveu e um susto que apanhou na Indonésia enquanto surfava. O ator Gonçalo Diniz esteve no Era O Que Faltava com João Paulo Sousa e Ana Martins.

É homem de poucos, mas bons amigos. Confessa que tem gosto em falar com pessoas que estejam mais em baixo, mesmo que não as conheça, pois tem gozo em alegrar-lhes a alma. Gonçalo Diniz diz que é isso que o alimenta: “Eu sou daquela filosofia que se tu ajudares quem está do lado, o mundo automaticamente todo está ajudado”.

No Era O Que Faltava, Gonçalo Diniz falou sobre a desvalorização do artista em Portugal e sobre o seu método de trabalho. Garante que a instabilidade da profissão de ator exige uma força mental ímpar pois pode ser duradoura e impele a uma inevitável comparação com os pares: “Se não tens cabeça e controlo emocional, vais por aí abaixo. É muito difícil tu acordares e veres que os outros estão a trabalhar, estão a ganhar dinheiro e tu estás quieto” e explica “é aí que tu vences o teu monstro”.  Não é homem de sentir culpas porque “já é tão difícil viver que se vais atrás com um camião de problemas, não andas”.

Amor é a palavra de ordem que entrou na sua vida assim que constituiu família. Desde que foi pai sabe que o pensamento positivo tem de reinar e que tem de sobreviver a qualquer situação: “uma filha nasceu no meio de um cancro de testículo, essa é a minha história. Eu não estou a inventar nada. Isto aconteceu-me. Eu tive um cancro, eu superei e eu fui pai”.

O ator que começou a carreira na Malhação e que andou entre o México e o Brasil durante anos, falou sobre o filme que está a produzir e que conta a sua história. De acordo com o ator, esta produção marcará o final de um ciclo e serve de apoio e inspiração para todos os que estejam a passar por situações semelhantes.