Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

Era o que Faltava

Temporada 3

2022-06-15

Clarice Falcão

“Eu acho que ser artista tem muita coisa de criança”

De passagem por Portugal, a música, comediante, atriz e guionista Clarice Falcão esteve no Era o Que Faltava onde descobriu que afinal não se podem dizer asneiras na rádio. A artista confessa que ser artista é uma profissão que continua a fazê-la sonhar. “Eu acho que ser artista tem muita coisa de criança”.

Filha de um cineasta de uma escritora, Clarice Falcão passou muitas horas nos camarins na infância e revela que isso teve influência na profissão que desempenha hoje. “Eu cresci a falar sobre histórias, roteiros, a fazer piadas, histórias”.

Apaixonada pela comédia, a artista considera que este ainda é um lugar muito machista. “Vem de um histórico inclusive dos personagens femininas, elas estão sempre em caixas muito específicas. Ou é a gostosa burra ou é a careta ou é a perfeitinha”.

Clarice Falcão diz que gosta muito de criar sozinha, mas que é no palco que se sente abraçada pelo público. “Quando estou criando sozinha é muito bom, mas não tem a recompensa instantânea de olhar para alguém e é quase uma conversa, uma dança, uma troca”.

Com concerto no Porto, no Teatro Sá da Bandeira, amanhã, 16 de junho e na sexta, dia 17, no Capitólio, em Lisboa, Clarice Falcão diz que ainda fica muito nervosa antes de entrar em palco. “Fico querendo desistir, querendo fingir que tive uma crise renal (…) mas assim que subo no palco, aí têm que me arrastar para fora do palco porque eu me divirto muito”. ?