Ai Destino, Ai Destino

Temporada 1

2020-04-22

Serra da Estrela com Cifrão

Desde criança que Vítor Fonseca vai, pelo menos uma vez por ano, à Serra da Estrela. Quis o destino que lhe calhasse como cunhado o Mancha, seleccionador nacional de snowboard - que além de dar aulas de ski e snowboard, também lidera passeios pedestres pela Serra da Estrela durante todo o ano.
Em tempos de pandemia, o turismo nacional nunca teve tanta importância. Quando isto passar, vá para fora cá dentro, para estimular a economia e para descobrir todos aqueles sítios que preteriu a favor da República Dominicana. Uma praia fluvial pode ter água fria, mas enrijece os ossos.
 
 
Dicas para desbravar a mágica Serra da Estrela:
1. Na dúvida, Cifrão garante: a casca do queijo típico da Serra da Estrela é para se comer.
2. Há trilhos pedestres das Penhas da Saúde até à Torre - dá para ir e vir no mesmo dia e são paisagens inacreditáveis com cascatas e lagoas. Se calhar não quando estiver a nevar.
3. Como o Cifrão já foi a todos os restaurantes da zona, aqui ficam algumas recomendações: a Casa do Clube nas Penhas da Saúde, A Varanda da Estrela, o restaurante medieval no hotel Luna Serra da Estrela, O Lindeza (o pãozinho com o queijo), O Jorge (ai, sopa da pedra)... se calhar ficamos por aqui que já ganhámos uns quilinhos esta quarentena.
4. No Inverno, é muito importante vestir várias camadas de roupa (polares por dentro, impermeáveis por fora) e usar óculos protectores (os olhos ficam muito vermelhos por causa do reflexo do sol na neve).
5. A caminho da Torre, tem de parar para ver a Santa esculpida na pedra: a Nossa Senhora da Boa Estrela, guia e protectora dos pastores.
6. Se tiver medo de descer a montanha em ski ou snowboard, o truque é fazer slalom (google it!), porque assim vai quase sempre de lado e consegue ir olhando para trás para ver se ninguém vai dar um empurrão.