"Abbey Road" dos Beatles faz hoje 50 anos

Disco emblemático reúne canções como 'Come Together', 'Here Comes the Sun' ou 'Something'.

"Abbey Road" não é exatamente o último álbum de estúdio dos Beatles, mas foi o último a ser gravado. O disco que tem na capa a célebre travessia pela passadeira dos quatro membros dos Beatles - da esquerda para a direita, George Harrison, Paul McCartney (descalço), Ringo Starr e John Lennon - foi lançado há precisamente 50 anos, a 26 de setembro de 1969.

Para comemorar a efeméride, é amanhã reeditado em vários formatos o disco recheado por canções como 'Come Together', 'Here Comes the Sun' ou 'Something', em triplo CD ou triplo vinil (designado como superdeluxe), em duplo CD (deluxe) e na edição standard. As edições deluxe e superdeluxe estão reforçadas por takes diferentes e medleys.
 
A experiência de estúdio para "Abbey Road" foi a última dos Fab Four, que se consumou no penúltimo álbum a ser editado, antes do anteriormente gravado "Let It Bleed", publicado apenas em 1970, o ano do fim oficial dos Beatles.

"Abbey Road" foi a última etapa do progresso de elaboração do grupo desde que a banda parou de tocar ao vivo e se concentrou no trabalho de estúdio. Este álbum junta-se a outras obras tidas como colossais dos Beatles, como "Rubber Soul" (de 1965), "Revolver" (de 1966), "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band" (de 1967) ou o conhecido na gíria como The White Album ou, se preferirem, o Álbum Branco(de 1968).

"Abbey Road" confirma a tendência de influência crescente de George Harrison, o terceiro criador mais importante da banda de Liverpool, barrado pela dupla dominadora de John Lennon e Paul McCartney.