As reações à morte de Daniel Johnston

O mundo da música tem reagido à partida de um dos nomes mais respeitados da música indie. De Beck a Paulo Furtado, muitos quiseram prestar homenagem a Daniel Johnston que morreu ontem. Tinha 58 anos.

12 de setembro de 2019 às 12:36As reações à morte de Daniel Johnston

 

Ontem à noite, o mundo soube da morte de Daniel Johnston. À medida que a notícia ia sendo espalhada, o legado (com mais de três décadas) do compositor de Austin (Texas) começou a ser, instantaneamente, celebrado e homenageado, sobretudo pelo mundo da música. 

Além da notícia da morte de Daniel, também começaram a ser espalhadas as palavras emotivas de quem, acima de tudo, agradece-lhe a imensidão das belas e honestas canções que compôs e a criatividade particular, sensível e indomável que o definiu. Como cantou o próprio, "some things last a long time" e, como acontece sempre com os maiores, a longevidade da obra que assinou é bem maior que as limitações inevitáveis da finitude humana.

Numa publicação no Twitter, o músico norte-americano Beck deixou a mensagem, "RIP Daniel Johnston" com uma ligação para a famosa versão que fez do tema 'True Love Will Find You In The End', recriação que faz parte da compilação de versões dedicada ao músico, "The Late Great Daniel Johnston: Discovered Covered", editada em 2004. 
 


Por cá, o músico Benjamim também prestou homenagem a Johnston com a publicação da versão que fez do mesmo tema (do álbum "Retired Boxer") para o programa do Canal Q, Toca e Foge.


Foi precisamente com o título da mesma canção que Paulo Furtado homenageou o compositor norte-americano, ao publicar uma fotografia do astro indie. 
 


Como Legendary Tigerman, o músico português também recriou a canção de Johnston para o disco "Femina", de 2009. A voz é da cantora brasileira Cibelle:
 



O músico irlandês, Glen Hansard, publicou um vídeo com uma versão que os Swell Season (o projeto que partilhava com Markéta Irglová) fizeram do tema 'Life in Vain'. O momento, captado num concerto em Austin, em 2008, contou com a presença do próprio Daniel Johnston. A acompanhar o vídeo, Hansard escreveu, "Daniel Johnston... Deus dê descanso à sua alma... um dos maiores talentos naturais que já ouvimos".

Pode ver o momento aqui:  


Os National homenagearam Daniel Johnston ao incluirem partes do tema de 'Devil Town' na canção 'Not In Kansas' durante o concerto que deram ontem à noite, em Houston, Texas. "Esta foi para Daniel Johnston", disse Matt Berninger no final da canção.
 



Daniel Johnston morreu em casa, no Texas, aos 58 anos, de ataque cardíaco. Leia o artigo do jornalista Gonçalo Palma sobre o músico e compositor norte-americano
 

  • Partilhar

Relacionadas

  • Daniel Johnston (1961-2019): um génio fora da escala
    12 de setembro de 2019
    Daniel Johnston (1961-2019): um génio fora da escala

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top