Médicos acusam ministro de ter "desistido de ser ministro"

Sindicato Independente dos Médicos diz que Adalberto Campos Fernandes está fora da realidade e já só cumpre ordens do ministro das finanças.

Redação
10 julho 2018, 09:19

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) acusa o ministro da Saúde de estar fora da realidade e já ter "desistido de ser ministro". Reação às palavras de Adalberto Campos Fernandes que, na segunda-feira à noite, falou em "empolamento sistemático de situações pontuais no setor".

O presidente do SIM, Jorge Roque da Cunha, lembra que "os portugueses sabem bem da realidade do setor, da falta de pessoal, das dificuldades de arranjar uma consulta ou programar uma cirurgia. Quando o ministro vem dizer que está tudo bem, está completamente alheado do que se passa."
setor". 

Roque da Cunha acusa ainda Campos Fernandes de ter "já só estar a cumprir ordens do ministro das finanças". Entende também que "há muito que desistiu de ser ministro e, em vez de arranjar soluções, quer fazer crer na opinião pública que nada acontece, que está tudo bem no reino de Portugal". 
 
Quanto à situação no Hospital São José, em Lisboa, o presidente do Sindicato diz-se surpreendido com o facto de o ministro dizer que é "empolgamento" quando 16 dos 17 diretores clínicos pedem demissão por falta de pessoal e recursos.

Confrontado com a demissão de chefes de equipa do Hospital, Adalberto Campos Fernandes desvalorizou a situação, referindo que se trata "de dois ou três chefes de equipa que escreveram uma carta, que não se demitiram", estando confiante na resolução dos problemas apontados naquela unidade.

Rematou, considerando lamentável é que se faça um empolamento sistemático de situações pontuais, ocultando a realidade.