Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

Fernando Santos é o novo selecionador da Polónia

Treinador português assume a terceira seleção nacional da carreira.

Fernando Santos é o novo selecionador da PolóniaEPA
Agência Lusa

O treinador português Fernando Santos, campeão europeu em 2016 com Portugal, vai ser o novo selecionador da Polónia, anunciou hoje o presidente da Federação Polaca de Futebol, assumindo a terceira seleção da carreira depois de Portugal e Grécia.

Cezary Kulesza publicou hoje, na rede social Twitter, uma fotografia com o antigo selecionador de Portugal, entre 2014 e 2022, e da Grécia, entre 2011 e 2014, campeão europeu e da Liga das Nações, após a própria federação ter dado conta da apresentação do novo selecionador nacional.

 

"Até amanhã, na conferência no Estádio Nacional", pode ler-se na legenda da fotografia.

A apresentação do treinador está marcada para as 13:00 locais (12:00 em Lisboa) no Estádio Nacional Kazimierz Górski, casa da seleção polaca e com nome de um antigo selecionador e ex-presidente da federação, em Varsóvia, foi hoje anunciado em comunicado.

A federação polaca volta, assim, a apostar num treinador português para conduzir os destinos da seleção, depois de Paulo Sousa ter estado no cargo em 2021, acabando por sair para orientar os brasileiros Flamengo, numa decisão muito contestada pelos dirigentes polacos.

Santos, de 68 anos, substitui no cargo Czeslaw Michniewicz, que conduziu a seleção polaca no Mundial2022, no Qatar, no qual acabou por ser eliminada nos oitavos de final pela França, finalista vencido da competição.

Santos comandará uma equipa liderada pela 'estrela' do FC Barcelona Robert Lewandowski, o máximo goleador (78 golos) e mais internacional (138 jogos) pela seleção, que tem como grandes feitos dois terceiros lugares em campeonatos do Mundo, em 1974 e 1982, além do título olímpico de 1972.

Apurou-se em 2018 e 2022 para os Mundiais, feito que não conseguia desde 2006, e em Europeus só conseguiu o apuramento a partir de 2008, tendo recebido com a Ucrânia a edição de 2012 e chegado aos quartos de final, o melhor resultado, em 2016, numa edição ganha por Portugal e Fernando Santos, que eliminaram precisamente os polacos nessa ronda.

O técnico luso liderava a seleção portuguesa desde 2014 e saiu em 15 de dezembro de 2022, depois de dar os dois primeiros troféus internacionais a nível sénior a Portugal, com a conquista do Euro2016 e da Liga das Nações de 2019.

Em 109 jogos, Fernando Santos conseguiu 67 vitórias, 23 empates e 19 derrotas, a última das quais frente a Marrocos, por 1-0, nos quartos de final do Mundial2022 de futebol.

Antes, teve uma primeira experiência em seleções com a Grécia, país em que treinou também PAOK, Panathinaikos e AEK, numa vasta carreira como treinador em que foi campeão nacional pelo FC Porto, ganhou duas Taças de Portugal e duas Supertaças, e orientou também Sporting, Benfica, Estrela da Amadora e Estoril Praia.