Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

PSP realiza até domingo operação dirigida ao controlo de velocidade

Além de fiscalizar a condução em excesso de velocidade, a operação deste fim de semana visa ainda prevenir os comportamentos de risco.

PSP realiza até domingo operação dirigida ao controlo de velocidadeLUSA
Agência Lusa

A PSP realiza este fim de semana a primeira operação do ano especialmente direcionada para o controlo de velocidade, depois de ter registado em 2022 um aumento do número de acidentes, mas uma diminuição dos mortos e feridos graves.

A Polícia de Segurança Pública (PSP), numa nota enviada à agência Lusa, adiantou que a operação de fiscalização rodoviária deste fim de semana na sua área de responsabilidade decorre no continente e regiões autónomas dos Açores e da Madeira.

Citando dados provisórios sobre a sinistralidade rodoviária registada na sua área de responsabilidade, a polícia refere que entre 2021 e 2022 houve um aumento do número de acidentes, de 48.849 para 55.163 (mais 13%), da quantidade de acidentes com vítimas, de 13.295 para 14.583 (mais 10%), mas uma descida de 11% no número de vítimas mortais, de 75 para 67 (menos oito mortes), e dos feridos graves, de 705 para 702.

Há, contudo, um crescimento no número de feridos ligeiros de 15.143 para 16.557.

Ao analisar o número de vítimas mortais consoante a natureza do acidente, a PSP verifica que a sua maioria resultou de despistes (42%) e de colisões (40%), tendo o número de mortes resultante de despistes aumentado relativamente a 2021 (+5), enquanto o número de vítimas mortais resultante de atropelamentos e de colisões diminuiu (-7 e ?6, respetivamente).

A PSP sublinha que "a condução em excesso de velocidade e sob a influência do álcool tem implicações diretas no controlo das viaturas e no aumento da distância de reação e de travagem das mesmas, traduzindo-se num aumento da distância necessária para parar um veículo em segurança e numa diminuição da probabilidade de o condutor conseguir evitar um acidente".

Aquela polícia considera que, apesar da diminuição das vítimas mortais em 2022 face ao ano anterior, "torna-se fundamental aumentar a fiscalização destas condutas, nomeadamente a condução em excesso de velocidade, atendendo ao aumento do número de acidentes com vítimas".

"Atualmente, o fator humano do comportamento é reconhecido como a condição mais relevante para a ocorrência da maioria dos acidentes de viação, seja por infração e/ou desrespeito pelas regras e sinais de trânsito, seja perante um acontecimento inesperado", recorda a PSP.

Além de fiscalizar a condução em excesso de velocidade, a operação deste fim de semana visa ainda prevenir comportamentos de risco como a condução sob influência do álcool e substâncias psicotrópicas; a utilização do telemóvel durante a condução; a falta de capacete de proteção; desrespeito pela obrigação de parar imposta pela sinalização semafórica; a não sinalização de manobras e as ultrapassagens irregulares, entre outras situações.

A PSP ?apela a todos os condutores para que não adotem comportamentos que possam diminuir as suas capacidades de condução, como conduzirem sob o efeito do álcool ou de substâncias psicotrópicas, ou que sejam suscetíveis de causarem distrações, como o uso do telemóvel durante a condução e que respeitem as regras do Código da Estrada e demais legislação em vigor, bem como as ordens emanadas pelas autoridades policiais.

"Aconselhamos todos os utentes da via a que não adotem comportamentos de risco durante a condução e que adequem a mesma, quer às condições do piso, quer às condições atmosféricas verificadas no momento", refere a PSP, sublinhando que "só com uma condução responsável e segura por parte de todos os utilizadores das rodovias será possível diminuir a sinistralidade".