Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

Elton John sai do Twitter: "a desinformação está a ser usada para dividir o nosso mundo"

O músico está preocupado com o aumento de desinformação na plataforma.

Elton John sai do Twitter: "a desinformação está a ser usada para dividir o nosso mundo" Elton John atua em Filadélfia, Estados Unidos, 2022 Matt Rourke/Associated Press
Redação

Elton John decidiu abandonar o Twitter e justificou a decisão com as mudanças que Elon Musk implementou na plataforma desde que a adquiriu, o que aconteceu no final do mês de outubro. Uma dessas mudanças prende-se com a informação veiculada sobre a Covid-19, informação essa que, desde novembro, deixou de ser verificada, dando espaço à circulação de desinformação.     

Em comunicado, o músico histórico explica que as "recentes mudanças na política" do Twitter permitem o aumento de desinformação e a subsequente desunião do mundo. "Ao longo de toda a minha vida, tenho usado a música para unir as pessoas", começa por escrever o Elton John. "Entristece-me ver como a desinformação está a ser usada para dividir o nosso mundo", escreveu o artista britânico numa publicação que fez na rede social que decidiu abandonar. 

Elton John não é o único a querer sair. Whoopi Goldberg, Trent Reznor, Jack White ou Jim Carrey também já anunciaram a saída da plataforma por causa das ideias do novo dono. Em novembro, Jack White justificou a saída com o facto de Elon Musk ter devolvido a conta a Donald Trump, o antigo presidente dos Estados Unidos que tinha sido banido da famosa rede social em 2021 "devido ao risco de incitação à violência". 

A conta de Trump tinha sido banida depois de um grupo de apoiantes do ex-presidente norte-americano ter invadido o Capitólio (a 6 de janeiro de 2021), em Washington D.C. - situação que levou à suspensão definitiva do perfil do republicano.