Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

Mulher condenada a prisão perpétua por matar abusador é perdoada 27 anos depois

Perdão concedido pela justiça norte-americana.

Mulher condenada a prisão perpétua por matar abusador é perdoada 27 anos depoisCNN
Ruben Mateus

Sara Kruzan tinha apenas 11 anos quando começou a ser abusada por um homem mais velho de nome George Howard.

Este homem obrigou-a depois a prostituir-se nas ruas da Califórnia, nos Estados Unidos, quando Sara tinha 13 anos.

Aos 16, Sara não aguentou mais e depois de um episódio de violência alvejou fatalmente George, tendo sido condenada a prisão perpétua.

Passados 27 anos, esta agora mulher foi perdoada e libertada, de acordo com o Los Angels Times.

O perdão foi concedido pelo governador da Califórnia depois de a história se ter tornado conhecida nas redes sociais.

Anteriormente, outros governadores, tinham já reduzido a totalidade da pena que fica agora anulada de vez.