Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

Rendas podem aumentar mais de 30 euros em 2023

Inquilinos pedem travão ao governo.

Rendas podem aumentar mais de 30 euros em 2023
Redação

A confirmar-se uma subida da inflação na ordem dos 7 a 8%, as rendas das casas podem aumentar mais de 30 euros no próximo ano, para a maioria das famílias portuguesas, pelas contas do jornal online ECO. A Associação Lisbonense de Inquilinos fala num situação incomportável e pede travão ao governo.

Para 567 mil contratos de arrendamento, o aumento em janeiro será entre 10 a 32,50 euros. Já 2,2% dos portugueses pagarão mais de 50 euros. Valores que o presidente da Associação Lisbonense de Inquilinos, Romão Lavadinho, considera incomportáveis "porque as famílias não conseguirão pagar mais uma renda por ano". 

O responsável lembra que "os aumentos dos salários não acompanham esta evolução da inflação". Por isso,  defende que o governo "adote uma solução semelhante àquela que foi anunciada em Espanha, de um travão de 2% na subida das rendas, independentemente do valor da inflação deste ano".

Governo e associações de inquilinos reuniram em junho e o executivo ficou de dar uma resposta em agosto, quando o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgar os valores da inflação.