Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

Enfermeiros da ARS Lisboa e Vale do Tejo em greve esta quinta-feira

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses exige uma valorização salarial e a admissão de mais profissionais.

Enfermeiros da ARS Lisboa e Vale do Tejo em greve esta quinta-feiraDR
Agência Lusa

Os enfermeiros da região de Lisboa e Vale do Tejo (ARLVT) estão hoje em greve para exigir uma valorização salarial e a admissão de mais profissionais, além da vinculação efetiva dos enfermeiros com contratos precários.

A greve foi convocada pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), que também marcou para as 11:30 uma concentração em frente à sede da ARSLVT.

O SEP acusa a ARSLVT de inação, depois de há um mês ter denunciado vários "problemas e injustiças", entre as quais a "inadmissível situação precária de cerca de 150 enfermeiros contratados, no contexto da pandemia [de covid-19], e que ficam fora das 152 vagas do concurso para vinculação".

Ainda de acordo com o SEP, entre os motivos da greve está a exigência de "vinculação efetiva/definitiva de todos os enfermeiros com contratos precários" e a admissão de mais enfermeiros, de acordo com as necessidades assistenciais.

Em termos de carreiras, os enfermeiros pretendem também a consolidação dos profissionais em situação de mobilidade, a manutenção das 35 horas semanais em todas as unidades funcionais, a constituição de listas de utentes por enfermeiro de família, a contabilização de pontos e correspondentes reposicionamentos remuneratórios, a transição de todos os enfermeiros especialistas e em gestão para as respetivas categorias e ainda a admissão de outros profissionais, nomeadamente para condução de viaturas e remoção de resíduos contaminados.