Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

Encontrado esqueleto de mulher grega com mais de 2.000 anos

Arqueólogos desenterraram a sepultura de uma mulher numa campa de bronze perto da cidade de Kozani, na Grécia.

Encontrado esqueleto de mulher grega com mais de 2.000 anos
Redação

Uma equipa de arqueólogos desenterrou a sepultura de uma mulher numa campa de bronze, perto da cidade de Kozani, na Grécia, e que acredita ter cerca de 2100 anos.

Na campa havia representações de sereias e de um pássaro com uma cabeça de uma cobra no bico remetendo ao deus grego Apolo.  

Areti Chondrogianni-Metoki, diretor do Eforato de antiguidades de Kozani, disse que “a cabeça da mulher estava coberta de folhas de louro douradas que provavelmente faziam parte de uma coroa de flores.” 

Os arqueólogos estão agora a analisar o esqueleto para determinar a causa de morte e a idade que a mulher tinha quando morreu.   

Os artefactos encontrados com ela sugerem que ela provavelmente descendia de uma família rica, podendo mesmo ter pertencido à realeza.  

Chondrogianni-Metoki disse à Live Science que “Não sabemos muito sobre a história desta área [durante o primeiro século aC]”. 

Os restos mortais da mulher estão atualmente alojados no Museu Arqueológico de Aiani, na Grécia. 

 

2,100-year-old burial of woman lying on bronze 'mermaid bed' unearthed in  Greece | Live Science