OE2022: Bloco de Esquerda mantém voto contra na votação final global

Catarina Martins frisou, contudo, que o partido apresenta propostas de alteração que procuram "responder às necessidades do nosso país" na saúde, na educação, na justiça, nos salários e nas pensões, na segurança social e na habitação.

OE2022: Bloco de Esquerda mantém voto contra na votação final globalEPA
Agência Lusa

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, anunciou hoje que o partido irá manter na votação final global o voto contra a proposta do Orçamento do Estado para 2022, por considerar que deixa de fora respostas de esquerda.

A posição de Catarina Martins foi transmitida, em conferência de imprensa, no final da Mesa Nacional do BE, que se reuniu hoje, no qual o partido considerou que a proposta orçamental exclui respostas de esquerda e não responde ao impacto da inflação. 

"A Mesa Nacional do BE decidiu que mantendo-se este um orçamento em que os serviços públicos perdem capacidade, embora a receita fiscal aumente, e em que os salários e as pensões têm uma perda real, embora o Produto Interno Bruto e a produtividade do país aumente, é um Orçamento que só pode merecer o voto contra do BE", disse a líder bloquista.

Catarina Martins frisou, contudo, que o partido apresenta propostas de alteração que procuram "responder às necessidades do nosso país" na saúde, na educação, na justiça, nos salários e nas pensões, na segurança social e na habitação.