Ouça a Rádio Comercial em qualquer lado.
Faça o download da App.

Passageiros transportados pela CP mais que duplicam até março e crescem 3% face a 2019

A CP destaca que é no transporte de longo curso que o aumento da procura é ?mais acentuado?, tendo o Alfa Pendular registado ?a recuperação mais significativa?, com 338 mil passageiros transportados, um aumento de 440% face aos primeiros três meses do ano passado.

Passageiros transportados pela CP mais que duplicam até março e crescem 3% face a 2019LUSA
Agência Lusa

A CP transportou 32 milhões de passageiros no primeiro trimestre, o dobro face ao mesmo período de 2021 e 3% acima de 2019, mas os proveitos de tráfego ficaram ainda 28% abaixo do pré-pandemia, foi hoje anunciado.

“A CP – Comboios de Portugal registou, no primeiro trimestre de 2022, um aumento na procura transversal a todos os serviços, resultando assim numa variação positiva de 104% quando comparado com o período homólogo de 2021, o que na prática representa mais de 32 milhões de passageiros transportados”, avança a transportadora ferroviária em comunicado.

Segundo refere, “embora os proveitos de tráfego ainda se situem 28% abaixo dos obtidos no primeiro trimestre de 2019, tempo que antecedeu estes dois anos de pandemia, no primeiro trimestre deste ano a CP já ultrapassou em 3% dos passageiros transportados em igual período de 2019”.

A CP destaca que é no transporte de longo curso que o aumento da procura é “mais acentuado”, tendo o Alfa Pendular registado “a recuperação mais significativa”, com 338 mil passageiros transportados, um aumento de 440% face aos primeiros três meses do ano passado.

Já o serviço Intercidades “registou um incremento menor, mas igualmente positivo”, de 145%, o que corresponde a 678 mil passageiros.

“Os serviços urbanos também registaram um aumento significativo na procura face ao primeiro trimestre de 2021, tendo sido transportados nos comboios urbanos de Lisboa 24 milhões de passageiros (mais 95%); 4,7 milhões de passageiros nos comboios urbanos do Porto (aumento da procura em 130%) e nos comboios urbanos de Coimbra com um total de 202 mil passageiros (mais 115%)”, precisa.

De acordo com a CP, “esta tendência de subida também é sentida nos comboios regionais que, ao transportar 2,3 milhões de passageiros, contribuíram para um aumento da procura em 128%”.

O “regresso progressivo ao trabalho presencial” é apontado pela empresa como tendo contribuído para este aumento de passageiros, assim como “a melhoria e o alargamento dos serviços prestados pela CP” e “uma maior consciencialização da população para a utilização do comboio enquanto meio de transporte seguro, rápido e ecologicamente sustentável”.