Legislativas: Costa afirma que estão criadas todas as condições de segurança para o voto

António Costa votou esta manhã no Pavilhão Rosa Mota, no Porto.

Legislativas: Costa afirma que estão criadas todas as condições de segurança para o votoLUSA
Agência Lusa

O secretário-geral do PS votou hoje antecipadamente em mobilidade no Porto e defendeu que estão criadas todas as condições de segurança para o exercício do direito de voto pelos eleitores nas legislativas do próximo domingo.

António Costa votou esta manhã no Pavilhão Rosa Mota, onde foi recebido à chegada pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira. Sem qualquer fila na sua mesa, o líder socialista votou poucos minutos depois para o círculo eleitoral de Lisboa, pelo qual é cabeça de lista do PS.

Em declarações aos jornalistas, o secretário-geral e primeiro-ministro fez “um apelo geral a todos aqueles que estão inscritos para poder votar antecipadamente em mobilidade o possam fazer hoje”.

“E todos aqueles que não se inscreveram para votar antecipadamente o façam no dia 30. O voto é o momento mais importante da democracia – um momento único onde só os cidadãos decidem qual o resultado das eleições e o que querem para o seu futuro, escolhendo quem são os seus representantes”, disse.

A seguir, o secretário-geral do PS defendeu que “estão criadas todas as condições para que todos possam votar em segurança”.

“Estão também criadas as condições de seguranças para as pessoas que, infelizmente, se encontrem em situação de isolamento no dia 30 possam também exercer o seu direito ao voto”, salientou.

António Costa deixou ainda um “agradecimento especial às pessoas em todo o país que hoje estão a assegurar o funcionamento das assembleias de voto”.

Depois, congratulou-se “com a modernização introduzida no sistema eleitoral com esta possibilidade de voto em mobilidade, que é uma forma de combater a abstenção”.

“Esperemos que um dia o voto antecipado em mobilidade possa ser exercido no próprio dia das eleições, mas, para já, este é um avanço muito importante. Para mim, foi uma enorme honra ter este privilégio de vir votar ao Porto, contando o meu voto no círculo eleitoral de Lisboa”, acrescentou.