Mais de 28 mil embalagens de antidepressivos vendidas em média

Os portugueses consumiram mais de 15,7 milhões de antidepressivos só nos primeiros nove meses de 2021.

Mais de 28 mil embalagens de antidepressivos vendidas em média
Redação / Agência Lusa

O consumo de antidepressivos em Portugal tem vindo a aumentar desde 2019, segundo dados do Infarmed, que revelam que só em 2021 se venderam, em média, mais de 28 mil embalagens por dia.

Os dados avançados à agência Lusa pela Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde dizem respeito apenas aos primeiros nove meses do ano passado e mostram que os portugueses compraram mais de 15,7 milhões de embalagens de ansiolíticos, sedativos, hipnóticos e antidepressivos, representando um encargo para o Serviço Nacional de Saúde de 46 milhões de euros.

Comparando a evolução de vendas desde o último ano antes da pandemia -- 2019 -, verifica-se que o consumo de antidepressivos esteve sempre a crescer: Em 2019 venderam-se em média 25 mil (25.667) embalagens por dia, em 2020 o valor passou os 26 mil (26.858) e, em 2021, ultrapassou as 28 mil caixas diárias (28.539), segundo contas feitas pela Lusa.

Já no que toca ao consumo de ansiolíticos, sedativos e hipnóticos houve uma diminuição entre 2019 e 2020, mas no ano passado sofreu um ligeiro aumento