Meat Loaf (1947-2022): artistas prestam homenagem ao cantor

O cantor e ator norte-americano morreu ontem à noite, aos 74 anos.

Meat Loaf (1947-2022): artistas prestam homenagem ao cantor Facebook Oficial Meat Loaf
Redação

Marvin Lee Aday, conhecido nas lides artísticas por Meat Loaf, morreu ontem, aos 74 anos, ao lado da mulher. Até ao momento, não foram divulgadas as causas da sua morte. 

"Sabemos o quanto ele significou para muitos de vocês e agradecemos verdadeiramente todo o amor e apoio enquanto passamos por este período de luto ao perdermos um artista tão inspirador e um homem tão bonito", lia-se no comunicado, divulgado pelo agente em nome da família, que deu conta do falecimento do cantor e ator norte-americano. "Do coração dele para as vossas almas, não parem de rockar!", acrescenta o comunicado.

As reações de outros artistas à morte de Meat Loaf multiplicaram-se nas redes sociais. Reunimos algumas: 

Brian May, o histórico guitarrista dos Queen, escreveu um bonito texto na conta de Instagram:

"A lembrar grandes tempos. Estou completamente arrasado com o desaparecimento do Meat Loaf. Sempre louco, com o espírito travesso como se fosse uma criança de cinco anos, o Meat foi sempre jovem. Eu tratava-o por Mr. Loaf e ele ligava-me quando precisava de uma guitarra louca. Divertimo-nos tanto. Sendo ele apenas três meses mais novo que eu, era como se fosse um irmão. Querido Meat, o mundo está a chorar-te e vai sentir muita falta da tua presença poderosa durante muito tempo". 
 


A veterana Cher lembrou a experiência que partilhou com o músico no tema 'Dead Ringer for Love'. "Diverti-me tanto com o Meat Loaf quando fizemos o 'Dead Ringer'. Lamento tanto e estou solidária com a família e fãs", escreveu a cantora nas redes sociais.

 


A cantora Bonnie Tyler escreveu: "estou chocada e muito triste com a morte repentina do Meat Loaf. Ele era, como podem imaginar, uma figura maior do que a vida e tinha uma voz e uma presença em palco a condizer. Era único, quer em matéria de talento quer a nível de personalidade".
 

Slash, o guitarrista dos Guns N'Roses, publicou uma fotografia, apenas com "rip" a servir de mensagem.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Slash (@slash)


O cantor Rick Astley também usou as redes sociais para prestar homenagem a Meat Loaf, escrevendo: "que lenda, descansa em paz".

O músico Boy George lembrou um episódio que teve com o cantor norte-americano: "R.I.P. Meat Loaf. Amor e orações para a família e amigos próximos. Uma vez ele virou-me ao contrário num restaurante chinês em St. Johns Wood".

Os Blondie também recordaram Meat Loaf:

 

 

 

Além da carreira de sucesso no rock, em que chegou a vender mais de 43 milhões de cópias com o álbum “Bat Out Of Hell”, Meat Loaf teve também destaque em programas de televisão, em filmes como “Fight Club”, de David Fincher (1999), e em comédias musicais como “Rocky Horror Picture Show” (1975).

O badalado álbum "Bat Out Of Hell" (1977) foi o primeiro de uma trilogia - onde se incluem "Bat Out Of Hell II" (de 1993) e "Bat Out Of Hell III" (de 2006).

'I'd Do Anything For Love (But I Won't Do That)' é o single principal de "Bat Out Of Hell II" que simbolizou o regresso épico de Meat Loaf.