Benfica e Sporting disputam dérbi que o rival FC Porto pode capitalizar

O jogo entre 'águias' e 'leões', campeões em título, pode provocar alterações na frente da classificação.

Benfica e Sporting disputam dérbi que o rival FC Porto pode capitalizarHbg Nu por Pixabay
Agência Lusa

Benfica e Sporting disputam hoje, no Estádio da Luz, o dérbi lisboeta que poderá mexer com o topo da classificação da I Liga de futebol, em jogo da 13.ª jornada, pouco após o rival FC Porto visitar o Portimonense.

O jogo entre ‘águias’ e ‘leões’, campeões em título, pode provocar alterações na frente da classificação, num momento do campeonato em que a liderança é ‘partilhada’ por Sporting e FC Porto, ambos com mais um ponto do que o Benfica, terceiro classificado.

O jogo tem início às 21h15, já depois de ter terminado o embate entre Portimonense e FC Porto (19h00), com os ‘dragões’ a poderem capitalizar o confronto entre os dois rivais, igualmente candidatos ao título.

Num momento de novos constrangimentos motivados pela pandemia de covid-19 – que obriga à apresentação de testes negativos e certificado de vacinação em recintos ao ar livre com mais de 5.000 espetadores -, os ‘leões’ não podem contar com o capitão Coates.

O central ‘leonino’ teve um teste positivo ao coronavírus e vai estar ausente do dérbi, bem como Jovane Cabral ou João Palhinha, que saiu lesionado na última ronda, enquanto no Benfica Lucas Veríssimo é a grande baixa.

Os três ‘grandes’ têm os jogos da jornada antecipados para hoje, antes da sexta e última jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, na próxima semana, com o Sporting já apurado para os oitavos de final, e Benfica e FC Porto ainda a tentarem uma vaga na fase seguinte.

Ainda na 13.ª ronda, o Moreirense-Tondela foi adiado para 03 de janeiro, devido a um surto do coronavírus nos visitantes, sendo o que provavelmente também acontecerá à visita do Belenenses SAD ao Vizela, prevista para segunda-feira, face ao isolamento de todo o plantel dos lisboetas e da notificação enviada aos minhotos, por "indicação expressa" das autoridades de saúde.