Férias escolares de Natal podem ser prolongadas

É uma das hipóteses para conter a pandemia, mas há outras medidas em cima da mesa do Conselho de Ministros.

Férias escolares de Natal podem ser prolongadasEliseo Trigo | EPA
Redação

O início do segundo período letivo pode começar uma semana mais tarde do previsto. De acordo com a RTP, o objetivo é acautelar eventuais picos de contágio de Covid-19 na sequência da pausa letiva no Natal.

O presidente da Associação Nacional dos Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas, Filinto Lima, não conhece a proposta, mas a ser tomada não prejudica o ano escolar, nem os estudantes. 

 

Além do eventual prolongamento das férias de Natal para os alunos, está ainda em cima da mesa do Conselho de Ministros a exigência de testes e certificados nas festas de ano novo, o regresso da exigência dos certificados e máscaras em hotéis e restaurantes, um reforço de controlo das fronteiras e o eventual regresso ao teletrabalho.

A imprensa avança ainda que na próxima segunda-feira Portugal vai passar da situação de alerta para a situação de calamidade.

As novas medidas para conter a pandemia vão ser decididas esta quinta-feira na reunião do Conselho de Ministros. No final, o primeiro-ministro anuncia as novas regras para travar a quinta vaga da Covid-19.