Ministério Público faz buscas por suspeitas de negócios simulados entre clubes de futebol

Em causa estará mais uma operação que visa os negócios do futebol, relacionada com alegadas fraudes.

Ministério Público faz buscas por suspeitas de negócios simulados entre clubes de futebolEPA/Mihar Barbu
Redação

O Ministério Público está a realizar “cerca de duas dezenas de buscas domiciliárias e não domiciliárias”, por suspeitas de negócios simulados entre clubes de futebol e terceiros, com valores a rondar os 15 milhões de euros.

Em comunicado, o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) deu conta da realização destas buscas em instalações de Sociedades Anónimas Desportivas (SAD), empresas e escritório de advogados.

De acordo com vários órgãos de comunicação social, as buscas visaram, entre outros locais, as instalações das SAD de Sporting de Braga e Vitória de Guimarães.

 

 

O MP acrescenta que estas diligências foram ordenadas na sequência da análise do material apreendido no decurso das buscas realizadas em março de 2020, na operação então designada de ‘Fora de Jogo’, e que “os factos em investigação são suscetíveis de integrarem crimes de fraude fiscal, fraude à segurança social e branqueamento de capitais”.

“Em causa estão suspeitas de negócios simulados, celebrados entre clubes de futebol e terceiros, que tiveram em vista a ocultação de rendimentos do trabalho dependente, sujeitos a declaração e a retenção na fonte, em sede de IRS, envolvendo jogadores de futebol profissional. Os valores envolvidos rondarão os 15 milhões de euros”, detalhou o DCIAP.

 

(em atualização)