ABBA novamente na liderança dos discos mais vendidos em Portugal

"Voyage" volta a ser o álbum mais vendido nas contas da Associação Fonográfica Portuguesa. Os Nirvana estão em segundo lugar com o histórico "Nevermind".

ABBA novamente na liderança dos discos mais vendidos em PortugalBaillie Walsh (promo dos ABBA)
Redação

Já chegaram à redação as contas mais recentes da Associação Fonográfica Portuguesa. São relativas à semana de 12 a 18 de novembro. Os suecos ABBA continuam na liderança da tabela dos discos mais vendidos em Portugal com "Voyage", registo que lançaram a 5 de novembro e perto de 40 anos depois de "The Visitors", o disco de originais que o antecedeu.


O segundo lugar da tabela ficou nas mãos do icónico "Nevermind" que os Nirvana lançaram em 1991. Na terceira posição, regista-se a entrada das Little Mix com o disco "Between Us". A cantora norte-americana Taylor Swift conseguiu o quarto lugar com "Red (Taylor's Version)", álbum que conta com duetos com Gary Lightbody dos Snow Patrol (em 'The Last Time') ou com Ed Sheeran (em 'Everything Has Changed'). 


O álbum de tributo "Tozé Brito (de) Novo, que conta com Ana Bacalhau, António Zambujo, Camané, Catarina Salinas, Joana Espadinha, Miguel Guedes, Mitó, Samuel Úria, Selma Uamusse, Rita Redshoes, Tiago Bettencourt ou Tomás Wallenstein, faz a estreia no top, estando em quinto lugar. "Be", dos sul-coreanos BTS, ocupam a sexta posição. Os Silk Sonic, projeto que junta Bruno Mars a Anderson .Paak, estão em sétimo lugar com "An Evening With Silk Sonic".

"Horas Vazias", do fadista Camané, segura a oitava posição na lista da AFP. No número nove, está José Afonso com "Cantares do Andarilho" (de 1968). A brasileira Marília Mendonça, falecida recentemente num acidente de aviação, está em décimo lugar com "Realidade - Ao Vivo em Manaus".   

Nos tops nacionais de streams e de singles, 'Love Nwantiti', de CKay feat. ElGrande Toto, continua a segurar a liderança. Segue-se Farruko com 'Pepas' (em segundo lugar) e 'Industry Baby', single que junta o rapper Lil Nas X a Jack Harlow, ocupa o número três.