Filipa Martins oitava em paralelas assimétricas nos Mundiais de ginástica artística

A ginasta do Acro Clube da Maia foi a primeira portuguesa a participar numa final por aparelhos em Mundiais de ginástica artística.

Filipa Martins oitava em paralelas assimétricas nos Mundiais de ginástica artísticaFilipa Martins
Agência Lusa

A portuguesa Filipa Martins foi hoje oitava classificada no concurso de paralelas assimétricas dos Mundiais de ginástica artística de 2021, que decorrem em Kitakyushu, no Japão, após ter feito história, ao terminar em sétimo lugar no concurso completo.

Filipa Martins, de 25 anos, somou 14.066 pontos, numa competição em que a chinesa Wei Xiaoyuan conquistou a medalha de ouro, ao totalizar 14.733 pontos, impondo-se à brasileira Rebeca Andrade e à compatriota Luo Rui, ambas com 14.633, segunda e terceiras classificadas, respetivamente.

A ginasta do Acro Clube da Maia, que terminou em 17.º lugar em paralelas assimétricas nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, foi a primeira portuguesa a participar numa final por aparelhos em Mundiais de ginástica artística, dois dias após ter conquistado um diploma no concurso completo.