Pavilhão das seleções nacionais de futsal na Cidade do Futebol arranca em 2022

A revelação foi feita pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol, na cerimónia de condecoração dos elementos da seleção nacional.

Pavilhão das seleções nacionais de futsal na Cidade do Futebol arranca em 2022EPA
Redação / Agência Lusa

A construção do pavilhão das seleções nacionais de futsal, na Cidade do Futebol, em Oeiras, vai arrancar no início de 2022, anunciou hoje o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes.

A revelação foi feita na cerimónia de condecoração dos elementos da seleção nacional, por parte do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, momento em que o líder federativo aproveitou para, “com a devida autorização do presidente da Câmara Municipal de Oeiras”, Isaltino Morais, avançar com a data para o início das obras.

“Não encontro, por isso, a hora mais adequada ou momento mais certo para poder partilhar, com a devida autorização do senhor presidente da Câmara Municipal de Oeiras, que arrancaremos no início de 2022 com a fase três da Cidade do Futebol e que ali irá nascer o Pavilhão das Seleções Nacionais de Futsal”, adiantou Fernando Gomes.

A data foi avançada na presença, também, do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, e do secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, ambos presentes na cerimónia protocolar.

Marcelo Rebelo de Sousa condecorou com a Ordem de Mérito do Infante Dom Henrique, no grau de comendador, toda a comitiva da FPF que conquistou o título mundial de futsal.

A seleção portuguesa de futsal sagrou-se no domingo pela primeira vez campeã mundial, ao vencer por 2-1 a Argentina, que detinha o título, na final do Campeonato do Mundo de 2021, disputada em Kaunas, na Lituânia.

Portugal chegou a deter uma vantagem de dois golos, graças ao 'bis' de Pany Varela, aos 15 e 28 minutos, mas a seleção sul-americana, que defendia o título mundial conquistado em 2016, na Colômbia, reduziu por Claudino, aos 28, e manteve a incerteza até ao fim.

Portugal, que tinha como melhor resultado de sempre na competição o terceiro lugar alcançado em 2000, na Guatemala, tornou-se o quarto país a erguer o troféu, depois de Brasil, Espanha e Argentina, juntando o título mundial ao europeu, que conquistou, também pela primeira vez, em 2018, na Eslovénia.