NO AR:

DGS diz que vacinados também ficam em isolamento quando há contactos de risco "pelo princípio da precaução em Saúde Pública" e segundo as normas

Marcelo Rebelo de Sousa tinha pedido explicações sobre o motivo de António Costa estar em isolamento profilático apesar de ter sido vacinado.

LUSA
Redação

A Direção-Geral da Saúde (DGS) esclarece que as pessoas vacinadas são abordadas da mesma forma que as pessoas não vacinadas quando têm contactos de risco "pelo princípio da precaução em Saúde Pública" e seguindo normas em vigor.

É desta forma que a DGS responde ao Presidente da República, que pediu explicações sobre a razão do primeiro-ministro ter ficado em isolamento profilático apesar de ter a segunda dose da vacina há um mês. "Isto tem que ser explicado para que não haja a ideia errada de que a vacina não serve para nada", declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

De acordo com a DGS, "pelo princípio da precaução em Saúde Pública, no atual momento epidemiológico, de acordo com a Norma 015/2020 e 019/2020 da Direção-Geral da Saúde, as pessoas vacinadas são abordadas, no que diz respeito ao isolamento e testagem, respetivamente, da mesma forma que as pessoas não vacinadas. Contudo, esta matéria encontra-se presentemente em discussão e poderá ser atualizada com base na evolução da evidência científica e se a situação epidemiológica assim o suportar".