NO AR:

Desabamento em Antuérpia: pelo menos um morto e um ferido portugueses

Há dois trabalhadores da construção civil portugueses ainda desaparecidos.

Bombeiros de Antuérpia
Redação / Agência Lusa

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas confirma que há pelo menos um português entre as vítimas mortais no acidente de construção em Antuérpia, Bélgica, e que um dos feridos hospitalizados também tem nacionaliade portuguesa. A polícia belga, em declarações às televisões portuguesas no local, diz que há portugueses entre os desaparecidos.

No início da tarde foi encontrada a terceira vítima mortal, que ainda não foi identificada. 

Sobre as hipóteses de sobrevivência das pessoas que continuam por localizar na obra, o porta-voz da polícia confessou que "as hipóteses de eles estarem vivos são muito diminutas", mas evitou alongar-se em comentários.

"Só podemos ter a certeza quando os encontrarmos, mas já passou muito tempo e temos de ser realistas. Faremos tudo ao nosso alcance para os encontrar e talvez ainda haja alguma esperança, alguma hipótese de encontrarmos alguém com vida", sublinhou.

A fonte das autoridades admitiu ainda que se pensava existirem cinco desaparecidos sob os escombros do acidente de construção de uma escola na cidade de Antuérpia, ocorrido na sexta-feira, mas um foi, entretanto, encontrado e outro dos trabalhadores já estava entre os nove feridos que foram levados para o hospital: quatro em perigo de vida, quatro em estado grave e um ferido ligeiro.

Na sexta-feira à noite, fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros adiantou à Lusa que a informação recebida através do Ministério homólogo belga foi de que havia três cidadãos portugueses mortos, na sequência do desabamento, mas que, no local, após a chegada do embaixador e do encarregado da secção consular, a proteção civil local contradisse essa informação.