Público em todos os estádios de forma adaptada

Todos os estádios terão público, mas as percentagens variam de cidade para cidade.

ASSOCIATED PRESS - Matthias Schrader
Redação
08 junho 2021, 11:36

O formato inédito do Euro2020, jogado entre os dias 11 de junho e 11 julho, tem como grande curiosidade o facto de ser disputado em 11 cidades de 11 países diferentes. 

Apesar da pandemia, a UEFA colocou como obrigatoriedade a presença de público, caindo assim nos últimos meses as cidades de Dublin e Bilbao (que foi substituída por Sevilha), com a lotação de cada estádio sujeita ao contexto pandémico e às medidas restritivas de cada país.

Assim sendo, o único estádio com capacidade quase total é o de Budapeste, na Hungria, que vai acolher o primeiro jogo de Portugal, já no dia 15, sendo esperadas 67 mil pessoas nas bancadas, no universo de 68 mil possíveis.

Mas o Ferenc Puskas é a exceção, com quase 100 por cento de lotação possível. A maior parte dos estádios terá entre 20 e 40 por cento da sua capacidade, casos de Sevilha (18 mil pessoas), Londres (22.500 pessoas) ou Munique (14.500 pessoas, na imagem) e que vai receber um jogo de Portugal.. Um pouco acima, com metade da lotação permitida, os estádios de São Petersburgo (30.500 pessoas) e Baku (31 mil pessoas). 

O estádio com menos capacidade é o de Copenhaga, que vai ter 11.250 pessoas nas bancadas.