Músico italiano Franco Battiato morre aos 76 anos

O músico Franco Battiato, um dos mais célebres compositores italianos, morreu hoje em sua casa em Milo (Sicília, sul de Itália), aos 76 anos, após uma doença prolongada.

Epa\Lusa Robin Townsend
Agência Lusa
18 maio 2021, 11:17


O músico Franco Battiato, um dos mais célebres compositores italianos, morreu hoje em sua casa em Milo (Sicília, sul de Itália), aos 76 anos, após uma doença prolongada, anunciou a sua família.

Franco Battiato, que esteve afastado do palco durante algum tempo, era conhecido mundialmente pelo estilo poético e existencial que o acompanhou ao longo da carreira, com canções tão famosas como "Centro di gravità permanente" (1981) ou "Voglio vederti danzare" (1982).

"Um mestre deixou-nos. Um dos nomes maiores da canção de autor italiana. Único, inimitável, sempre em busca de novas expressões artísticas. Deixa um legado eterno", afirmou o ministro italiano da Cultura, Dario Franceschini, prestando-lhe homenagem, quando a notícia foi anunciada.

O funeral do músico, que morreu por volta das 05:00 horas locais (04:00 em Lisboa), será uma cerimónia privada, de acordo com os órgãos de comunicação locais.

Nascido a 23 de março de 1945 em Riposto, na ilha da Sicília, Franco Battiato era um músico eclético, que tocou todos os géneros musicais, do rock à música ligeira, destacando-se também na canção de autor, eletrónica e até na ópera.

A sua carreira, que abrange mais de cinquenta anos no mundo da música, fez dele uma personagem única e uma lenda musical na cena italiana.