Kevin Benavides, piloto de motas da equipa dirigida pelo português Ruben Faria, vence Dakar

O ráli Dakar, que se tinha iniciado a 2 de janeiro, termina hoje.

EPA / Florent Gooden HANDOUT via ASO
Agência Lusa
15 janeiro 2021, 09:49

O argentino Kevin Benavides (Honda) estreou-se hoje a vencer o rali Dakar de todo-o-terreno ao concluir a 43.ª edição da prova na primeira posição, dando a vitória à equipa do português Ruben Faria pelo segundo ano consecutivo.

Hoje, Kevin Benavides foi segundo classificado nos 225 quilómetros cronometrados da 12.ª e última especial, que terminou em Jeddah, ganha pelo companheiro de equipa e anterior vencedor, o norte-americano Ricky Brabec (Honda), que terminou a prova, disputada na Arábia Saudita, em segundo, dando a primeira dobradinha à Honda desde 1987.

 

 

Benavides cumpriu 32 anos no passado sábado, dia de descanso da prova, tendo o segundo lugar de 2018 como melhor resultado até aqui mas o segundo posto na especial de hoje, a 2.17 minutos de Brabec, foi suficiente para festejar a vitória.

O ráli Dakar de todo-o-terreno arrancou a 02 de janeiro, em Jeddah, na Arábia Saudita.