Pfizer termina ensaios clínicos e assegura eficácia de 95% da vacina contra a Covid-19

Não foram registados efeitos secundários graves. A farmacêutica vai pedir "dentro de alguns dias" a autorização para a aprovação de emergência.

Redação
18 novembro 2020, 13:18

A Pfizer anunciou que terminou os ensaios clínicos da vacina contra a Covid-19 que está a a desenvolver com a BioNTech e atualizou os dados sobre a eficácia do produto: segundo a farmacêutica norte-americana, a vacina mostrou uma taxa de sucesso de 95%, sem efeitos secundários graves, e acima dos 90% revelados após os resultados preliminares.

De acordo com a Pfizer, a vacina demonstrou, ainda, uma eficácia de 94% em adultos acima dos 65 anos, que fazem parte do grupo de risco.

Nos ensaios clínicos participaram quase 44.000 voluntários, tendo sido identificados na terceira e última fase do processo 170 casos confirmados de covid-19, dos quais 162 foram detetados no grupo que tomou um placebo, e apenas oito foram registados no grupo que recebeu a vacina.

A Pfizer anunciou que vai pedir autorização a aprovação de emergência ?dentro de alguns dias?.

No início da semana, a farmacêutica Moderna divulgou os dados preliminares para a vacina contra a Covid-19 que está a desenvolver com uma eficácia semelhante de 94,5%.