Pombo-correio vendido por 1,5 milhões de euros

A ave de competição bateu o recorde mundial, tornando-se no pombo-correio mais caro do mundo.

Redação
16 novembro 2020, 16:10

Chama-se New Kim e é agora o pombo-correio mais caro do mundo, isto graças a um comprador chinês que o adquiriu num leilão por 1,8 milhões de dólares (1,5 milhões de euros).

A ave criada na Bélgica ultrapassa, assim, o recorde atingido por Armando, o pombo-correio que em 2019 tinha sido vendido por 1,25 milhões de euros. 

O pombo-correio foi colocado a leilão na Pigeon Auction House (PIPA) no dia 2 de Novembro, tendo como base de licitação apenas 200 dólares, mas rapidamente subiu para os milhares. Nos últimos 30 minutos do leilão dois compradores chineses disputaram entre si o pombo até que se chegou ao preço final de 1,5 milhões de euros. 

Leilões deste tipo são comuns na columbofilia, a prática de criação de pombos-correio usados em competições desportivas. A Bélgica é considerada o centro deste desporto, porém a modalidade tem crescido em popularidade nos últimos anos nos países asíaticos, entre eles a China.  

Em declarações à Reuters, o diretor da PPA Nikolaas Gyselbrecht afirma que a competição assemelha-se à Liga dos Campeões.

"Não há lugar no mundo com uma concentração tão grande de apreciadores da columbofilia como na Bélgica," afirma. "O facto de termos cerca de 20 000 apreciadores num país tão pequeno a competirem uns com os outros, certamente eleva o nível da competição. É como se fosse uma Liga dos Campeões."