Zé Pedro faria 64 anos. Recorde 10 momentos do guitarrista de todos nós

Zé Pedro, o fundador dos Xutos & Pontapés, celebraria hoje 64 anos. Lembramos alguns dos melhores momentos do guitarrista português.

Redação
14 setembro 2020, 07:35


Zé Pedro, o fundador dos Xutos & Pontapés e um dos músicos mais acarinhados em Portugal, celebraria hoje, dia 14 de setembro, 64 anos. 

O carismático homem da guitarra-ritmo do quinteto rock deixou-nos a 30 de novembro de 2017. Desde então, vão-se somando os dias, os anos, em que fazemos uma espécie de gestão da saudade com homenagens ou levantamentos de boas lembranças. Esta é mais uma. 

Recordamos 10 momentos altos do guitarrista português. Uma seleção do jornalista Gonçalo Palma.

1981 - 'Falhas'

Em 1981, os Xutos & Pontapés ainda não tinham nenhum álbum editado, mas já tocavam bastante. Nesta reportagem da estação pública, vemos o grupo em fase de transição, pouco tempo antes da chegada do guitarrista Francis. Mas reconhecemos de imediato Zé Pedro, Tim e o baterista Kalú (aqui a cantar 'Falhas'), que jamais se desligaram dos Xutos.
 


1982 - "78/82"

Primeiro álbum dos Xutos, com um alinhamento impressionante, que abre com Sémen e continua com 'Mãe', 'Morte Lenta' ou 'Avé Maria'.
 


1983 - Xutos no Rock Rendez-Vous

Muito do culto à volta dos Xutos nos anos 80 teve como centro de propagação em Lisboa o Rock Rendez-Vous (que funcionou entre 1980 e 1990). Há um disco a documentar a relação da banda de Zé Pedro com a sala da Rua da Beneficência: "1º de Agosto no Rock Rendez-Vous", ou o som de duas noites de enchente no Verão de 1986.
 

 

1987 - 'Contentores'

O álbum "Circo de Feras" permite aos Xutos descolarem na popularidade em Portugal de forma irreversível. 'Contentores' é uma das canções-chave deste terceiro álbum do grupo.
 



1988 - Xutos no Pavilhão Restelo

Os Xutos continuam em grande, depois de mais um fenómeno de vendas com o álbum "88". O final da extensa digressão termina com lotações esgotadas no Pavilhão do Restelo, em Lisboa, o que mereceria o triplo "Ao Vivo". 'Submissão' é o habitual momento de destaque de Zé Pedro ao microfone.
 



1993 - Palma's Gang - 'Portugal Portugal'

Para colmatar o fecho do Rock Rendez-Vous, Zé Pedro associa-se a outra sala de Lisboa, que se tornaria importante para a música nacional: o Johnny Guitar. Uma das muitas bandas que atuou no extinto clube de Santos foi o Palma?s Gang, a formação rock de Jorge Palma, onde militavam Zé Pedro e Kalú (dos Xutos), Flak e Alex Cortez (dos Rádio Macau).
 



1999 - Xutos no Pavilhão Atlântico

A celebrar 20 anos de existência, a banda de Tim e Zé Pedro estreia-se na maior sala de espectáculos do país, o então novinho em folha Pavilhão Atlântico (hoje designado como MEO Arena).
 


2009 - Xutos no Estádio do Restelo

Após 30 anos ao vivo, os Xutos dão o seu maior concerto em nome próprio, no Estádio do Restelo, em Lisboa, com uma cenografia megalómana construída de raíz.
 

 

2011 - Xutos no Alive

Regresso emotivo de Zé Pedro aos palcos, após um recente transplante de fígado. O guitarrista tinha sido substituído na digressão dos Xutos pelo roadie Tozé.  
 



Artigo publicado originalmente a 14 de setembro de 2016, dia em que Zé Pedro completou 60 anos.