Da Weasel escolhidos para a direção convidada da revista Cais

A banda foi convidada para "assumir" a direção da edição mais recente da revista solidária. Carlão assinou o editorial.

Redação
01 julho 2020, 15:34

 

A edição de julho/agosto da revista Cais ficou nas mãos dos Da Weasel. Carlão aproveitou a responsabilidade de assinar o editorial da publicação para refletir sobre as consequências da Covid-19 e explicar a escolha dos conteúdos para esta edição

Além de partilharem uma série de imagens da carreira, assinadas pela fotógrafa Rita Carmo, os Da Weasel convidaram nomes como Fernando Medina, Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, e de Inês de Medeiros, Presidente da Câmara Municipal de Almada, para refletirem sobre o futuro de ambas as cidades (e da cultura de cada uma) depois da Covid-19.

A edição julho/agosto da revista Cais está à venda a partir de hoje, dia 1 de julho. Os vendedores da revista são pessoas em situação de sem-abrigo, de risco ou de exclusão social e recebem diretamente 70% do valor das vendas

Leia o comunicado dos Da Weasel sobre a participação na edição mais recente da revista da Cais - Associação de Solidariedade Social:
 
 "Quando a revista CAIS nos fez o convite para sermos a Direção convidada, estávamos em plenos ensaios e com muita pica para o dia 11 de julho de 2020. Os Da Weasel estiveram mais de dez anos sem tocar. Alguns dos elementos não tinham sequer voltado a pegar num instrumento. Finalmente, esta era a data do nosso reencontro com os nossos fãs, tendo em conta que uma vasta audiência do festival, tal como os nossos filhos, supostamente nunca teriam assistido a um espetáculo nosso devido à sua idade. O NOS Alive, estava ali, quase, quase...

De repente, tudo mudou. O Mundo parou. A pandemia resumiu a Humanidade à sua insignificância e obrigou-nos a uma quarentena que parecia não ter limites; encurtou-nos o raio de ação, reinventou o tempo e alterou hábitos sociais de convivência que tínhamos imaculadamente como garantidos.

Hoje, ainda a procissão vai no adro. O desemprego aumentou e com ele veio a solidariedade. O número de mortes registadas é um facto e os focos de infeção são ainda uma realidade monitorizada diariamente.

Acreditamos que daqui a um ano, tudo vai estar bem e que está para breve a descoberta de uma vacina que funcione e que erradique, de uma vez, este vírus à escala mundial. Já se sabe mais sobre a Covid-19. Os profissionais de Saúde são heróis. Os profissionais da área da cultura são dos mais prejudicados. Governos e autoridades são escrutinados, mais do que nunca, aos olhos do mundo. Retoma-se a vida económica com alguma inquietude e desafia-se a capacidade de resiliência de cada um.

Ainda recentemente tínhamos assistido ao fenómeno da gentrificação e deparamo- nos, agora, com este surto pandémico.

Questionámo-nos sobre as cidades que vamos ter no futuro. Quais as fórmulas de sucesso para a cultura nas suas diversas formas de manifestação e escala? O que muda na vida de todos nós?

Esperamos que esta edição possa motivar interesse, reflexão e debate de ideias sobre o presente e o futuro. Valeu!

Queremos agradecer a todos os que nos ajudaram a materializar esta revista, contribuindo com o seu trabalho, com as suas ideias e depoimentos.

Um agradecimento especial à revista CAIS, pela confiança depositada nos Da Weasel, enquanto Direção convidada da sua #262 edição julho /agosto 2020. Comprem a revista CAIS e ajudem os seus vendedores.

Ajudem a União Audiovisual com bens alimentares: https://uniaoaudiovisual.pt/
Uma pequena gota, num oceano imenso de possibilidades!

E sim, vai ficar tudo bem: no que aos Da Weasel diz respeito, estamos a apontar baterias para 10 de Julho de 2021, no festival NOS Alive, onde faremos uma festa (ainda) maior do que aquela prevista para 2020!!!".