Pearl Jam assinalam os 20 anos da tragédia de Roskilde com texto emotivo

"Nada voltou a ser igual", escreveu Stone Gossard em nome do coletivo. 9 pessoas morreram durante o concerto que os Pearl Jam deram no festival dinamarquês.

Redação
30 junho 2020, 11:57



Os Pearl Jam partilharam hoje um texto forte e carregado de emoções sobre a tragédia que marcou o coletivo norte-americano para sempre. Foi há precisamente 20 anos que 9 pessoas perderam a vida, ao serem esmagadas pela multidão durante um concerto da banda de Seattle no festival dinamarquês Roskilde. 

"Nada voltou a ser igual", é uma das frases do longo e emotivo texto que o guitarrista Stone Gossard escreveu em nome da banda e que foi partilhado nas redes sociais. "Já passaram 20 anos desde aquele dia. Um dia normal de festival... aparecemos 5 horas antes. Esperámos pela nossa vez. Mal consigo lembrar-me... Acho que estava sol. Creio que o Lou Reed estava a tocar. Depois chuva e vento", pode ler-se no texto. 

"Foi um momento inesperado que mudou para sempre todos os envolvidos. Os 9 jovens rapazes foram esmagados. As vidas dos seus familiares e entes queridos que tiveram de enfrentar a realidade de nunca mais os verem e que tiveram de imaginar a forma como morreram vezes sem conta. Todas as pessoas que testemunharam o que estava a acontecer tentaram fazer alguma coisa, como levantar alguém, mas não foi o suficiente... E os outros, como a nossa banda, só se aperceberam do que estava a acontecer quando já era tarde demais...", escreveu Gossard.

"20 anos depois a nossa banda tem mais 11 filhos, todos preciosos, e há 20 anos entre nós. A nossa compreensão da gravidade e do sentimento de perda daqueles pais cresceu exponencialmente quando imaginamos os nossos próprios filhos a morrer em circunstâncias idênticas às de Roskilde 2000. É impensável, no entanto, está lá. É o nosso pior pesadelo", continuou o guitarrista.  

"As nossas mais profundas condolências e um pedido de desculpa às famílias que perderam os filhos naquele dia. Aos irmãos e irmãs, avós e amigos, a todos que perderam alguém precioso... Todos falharam quando não estiveram à altura do que era necessário nas horas que antecederam a tragédia e nos dias que se seguiram. O festival, a comunicação social, nós. Ficámos revoltados e acabámos por ficar mais recolhidos depois de lermos notícias que responsabilizavam os PJ. Naquela altura, as nossas palavras não podiam ajudar. Escondemo-nos e limitámo-nos a desejar que a culpa não fosse nossa", escreveu ainda Gossard.

"Jovens rapazes que amavam os Pearl Jam e que queriam estar mais perto. (...) Esperemos nunca ter de passar por aquela dor e por aquele sentimento de perda. Estaremos para sempre na sombra da vossa dor e aceitamos essa sombra. Estamos eternamente gratos por partilhar convosco esse espaço sagrado. O espaço criado pela ausência desses 9 jovens...", pode ler-se ainda no texto da banda de Seattle. 

O texto foi partilhado com um vídeo onde se ouve parte do tema 'Love Boat Captain', de 2002, que na letra faz uma referência ao sucedido.
 

 

 

Além dos 9 mortos, houve registo de 43 feridos na sequência do incidente. Ao longo dos anos, os Pearl Jam têm estado em contacto com familiares de algumas das vítimas. Em 2010, dez anos depois da tragédia, os Pearl Jam prestaram homenagem às vítimas durante um concerto que deram em Berlim, na Alemanha. 

Pode recordar o momento em baixo: