Jovem recusa servir cliente sem máscara e recebe 70 mil euros em gorjetas

Caso aconteceu nos Estados Unidos, onde a atitude de Lenin Gutierrez é elogiada nas redes sociais.

Ruben Mateus
29 junho 2020, 12:24

O uso de máscara em espaços fechados, como lojas ou cafés, tem feito parte da nova rotina em tempos de pandemia.

Nos Estados Unidos não é exceção e a cadeia de café “Starbucks”, em San Diego, no estado da Califórnia obriga os clientes a entrarem no seu espaço com máscara.

Uma cliente recusou-se a cumprir a medida, mas mesmo assim fez o pedido, prontamente recusado pelo empregado.

O empregado chama-se Lenin Gutierrez, tem 24 anos, e declinou as várias tentativas da mulher que insistia em ser atendida.  

À cadeia de televisão CNN, Lenin, diz que foi insultado com “vários gritos”.

A mulher, ao sentir-se ofendida, tirou uma fotografia ao jovem, publicou nas suas redes sociais e prometeu que da próxima vez ia acompanhada de um "polícia" e que levaria também um "atestado médico".

 

 

O que poderia transformar-se numa crítica coletiva a Lenin, acabou por se tornar numa onda de apoio.

Na publicação a maioria dos comentários foi de que o jovem teve a atitude correta e foi criada uma página que angariou 70 mil euros em gorjetas virtuais.

Também nas redes sociais, Lenin Gutierrez disse não ter palavras para descrever o que sentia.

 

 

As gorjetas vão agora servir para Lenin cumprir o sonho de ser bailarino profissional e várias instituições de caridade também serão ajudadas.