Artistas brasileiros unem-se contra Regina Duarte

512 artistas assinaram um manifesto contra a atual secretária da cultura brasileira, depois da polémica entrevista que a atriz deu à CNN Brasil.

Redação
12 maio 2020, 16:55

 

As polémicas declarações de Regina Duarte, atual secretária da cultura brasileira, à CNN Brasil levaram mais de 500 artistas a assinar um manifesto de repúdio. Uniram-se contra as palavras proferidas pela atriz que desvalorizou os tempos de ditadura e questões como a censura ou a tortura, fazendo o mesmo com a atual taxa de mortalidade provocada pela Covid-19 no Brasil.

Na extensa lista de artistas que repudiam a postura da secretária da cultura da era Jair Bolsonaro, há músicos, jornalistas, atores, escritores, cineastas, artistas plásticos ou produtores. Caetano Veloso, Chico Buarque, Rita Lee ou Fafá de Belém estão entre os músicos que se juntaram ao manifesto. Outros nomes como os de Malu Mader, Miguel Falabella, Paulo Betti, António Prata ou Fábio Porchat também assinaram a missiva.   
 
"Como artistas, intelectuais e produtores culturais, formamos a maioria que repudia as palavras e as atitudes de Regina Duarte como Secretária de Cultura. Ela não nos representa", diz uma parte da carta. "Somos artistas brasileiros e fazemos parte da maioria de cidadãs e cidadãos que defende a democracia e apoia a independência das instituições para fazer valer a Constituição de 1988. Fazemos parte da maioria que entende a gravidade do momento que estamos vivendo e pedimos respeito aos mortos e àqueles que lutam pela própria sobrevivência no país devastado pela pandemia e pela nefasta ineficiência do poder público. Fazemos parte da maioria de brasileiros que não tolera os crimes cometidos por qualquer governo, que repudia a corrupção e a tortura e que não deseja a volta da ditadura militar. Fazemos parte da maioria que não aceita os ataques reiterados à arte, à ciência e à imprensa, e que não admite a destruição do setor cultural ou qualquer ameaça à liberdade de expressão", pode ler-se no manifesto assinado pelo grupo alargado de artistas.

A entrevista que Regina Duarte deu à CNN foi transmitida no passado dia 7 de maio. 

 



No Brasil, a Covid-19 já matou mais de 11 mil pessoas. Há 168.331 casos de infeção. 
 
 

Créditos de imagem de Chico Buarque: Reuters