Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

Shawn Mendes: "O Lilo e eu somos muito parecidos"

"Lyle, Lyle Crocodile" chega finalmente ao cinema com a voz de Shawn Mendes e de Agir, numa versão portuguesa perfeita.

Se vir um crocodilo a gingar e a cantar como o Shawn Mendes, é porque é mesmo ele. O cantor canadiano de ascendência portuguesa, dá voz a Lyle, o adorável réptil que ganha movimento 60 anos depois de nascer da imaginação de Bernard Waber. Ao longo da sua vida, o autor norte-americano escreveu 33 livros e vendeu mais de mil milhões de cópias em todo o mundo.
 
Lyle, o crocodilo é o verdadeiro herói de nove livros e da família com quem vive – os Primm. Este crocodilo só comunica a cantar. Não fala, mas ajuda pai, mãe/madrasta e filho de 8 anos com o medo, angústia e a solidão que, por vezes, sentem. É este auxílio que passa para quem vê “O Amigo Crocodilo”, o filme de Will Speck e Josh Gordon que agora estreia em Portugal, com o apoio da Rádio Comercial. 
 
Shawn Mendes descreve a sua personagem de forma apaixonada nas notas de produção. “O Lyle (Lilo) só quer uma família, uma casa e sentir-se ligado às pessoas. Eu canto por amor, quando me sinto confortável e aceite. Somos os dois muito parecidos”.
 

O filme mistura imagem real com CGI (Computer-Generated Imagery) e a rodagem foi o mais real possível. Os atores interagiram com outro que usou um fato de captura de movimento para que a troca emocional fosse mais imediata e “não com uma bola de ténis”, como explica Ben Palacios, o homem dentro do disfarce que incluía uma cabeça de crocodilo. Os realizadores dizem que ele é “o ator mais expressivo que alguma vez conheceram. É a nossa arma secreta”.
 
Outra aposta de sucesso foi nos autores das músicas originais que fazem parte do filme. A produção chamou Benj Pasek e Justin Paul, a dupla que compôs a banda sonora de outro grande filme da Sony, “O Grande Showman” com Hugh Jackman. São temas como “On top Of The World”, “Rip Up The Recipe” ou “Carried Away” que fazem com que este filme vá direitinho ao coração de quem o vê. Seja qual for a idade.
 
Na versão portuguesa, os temas originais são traduzidos o que aproxima o público ainda mais do Lyle que se transforma em Lilo, um crocodilo com a voz de Agir em “No Topo do Universo”, “Esquece A Receita E Deixa-Te Ir” e “Deixei-me Levar”. A interpretação do cantor é incrível!
 
O elenco é de luxo. Constance Wu de “Ousadas e Golpistas” é a madrasta que tenta ligar-se ao enteado de 8 anos com medo da cidade grande. O pequeno Josh que descobre o crocodilo cantor no sótão é Winslow Fegley de 13 anos, já tem dois filmes de terror no currículo e é o protagonista de “Timmy Fiasco” do Disney +. O pai distraído é interpretado por Scoot McNairy de “Narcos: México”. O homem que descobre Lilo numa loja de animais exóticos é Hector P. Valenti, um artista sem sucesso mas que nunca desiste do sonho. Javier Bardem tem aqui um dos seus papéis mais descontraídos e para o qual teve de aprender a dançar.
 
Na versão portuguesa vai ouvir, para além do Agir a cantar, o “Médico de Família” Fernando Luís a dobrar Bardem e ainda, Gonçalo Amor (Josh), Ana Cloe (Sra. Primm), Alexandre Carvalho (“Sr. Prim”) e Luís Barros (“Sr. Grumps”). A direção de dobragem é de Cláudia Cadima.
PUB (0:)