Mourinho, mais uma história para contar aos netos!

Depois da polémica conferência de segunda-feira, a bizarra vitória diante o Chelsea.

Rui Simões


José Mário dos Santos Mourinho Félix ou como é conhecido no mundo do futebol, "Special One".
Alcunha ganha na primeira conferência de imprensa, como treinador do Chelsea, em Junho de 2004:
"Por favor, não me chamem arrogante, mas sou campeão da Europa e penso que sou especial". Rapidamente, em Londres as conferências de imprensa de "Mou" ganharam destaque maior na comunicação social. Normalmente, reacções explosivas entre prepotência, humanismo e futebol. A última, aconteceu esta segunda-feira. 

Na antevisão do jogo com o Chelsea a contar para a quarta eliminatória da Taça da Liga inglesa, devido
ao ocupado calendário das equipas, Mourinho teve mais uma reacção à sua imagem. Depois de ser questionado sobre se seria possível a passagem à próxima eliminatória, atirou: Está a brincar ou a falar a sério?"

 

 

Terça-feira. Chega hora do jogo. O caótico calendário obriga Mourinho a rodar a equipa. Não estão na
máxima força. Mas a imprevisibilidade de um derby faz a equipa acreditar. Rola a bola e grande parte dessa crença cai no verde, e saudável, relvado Londrino. Golo do Chelsea. Mourinho vai para o intervalo a perder.

 

PUB (0:)

Conhecido, também, pela forte componente motivacional, o Tottenham entra na segunda-parte decidido a dar a volta ao jogo. Com o tempo a avançar, a bola insiste em não entrar. A equipa de Mourinho começa a jogar mais com o coração do que com a cabeça. Estão ansiosos, nervosos! Há um jogador numa agitação tal, que provoca o mais atípico dos cenários. Ainda com a equipa da casa a perder, Eric Dier resolve sair de campo ao minuto 76 para ir, imagine-se, à casa de banho... 

 

PUB (0:)

Mais leve, Eric Dier regressa e o Tottenham volta a acreditar, quando ao minuto 83 Eric Lamela põe a bola dentro da baliza dos "Blues". Apito final e o jogo vai para penalties. Há quem diga que é um jogo de sorte, outros têm a opinião contrária. Começa a marcação de penalties. O primeiro a bater é Eric Dier. Não podia falhar! Seria a segunda vez, no mesmo jogo, que entalava Mourinho. Não desiludiu. Todos os jogadores concretizaram o penalty à excepção do último marcador do lado do Chelsea. Mourinho vence e na conferência de imprensa remata: "Merecemos a vitória." Que o diga Eric Dier. Não sem antes fechar a conferência de imprensa, deixou mais uma nota digna de apontamento: "Os jogadores precisam de nós(treinadores) quando estão a perder."

 
 

Vídeos Mais Recentes Ver Todos

25-10-2020
Nuno Ribeiro canta Momento - TNT LiveStage
23-10-2020
Signo Escorpião no New York, New York
23-10-2020
Desejando um novo nome artístico para passear todo insuflável numas calças justas que parece que cantam!
23-10-2020
Fusilli com abóbora, azeitona galega, queijo de cabra curado e alecrim