E se descobrisse um anel de dois mil anos no jardim?

A verdade é que aconteceu mesmo, tudo por causa de um detetor de metais!

Cornwall Live/BPM Media

Mike Burke, um professor de matemática de St Just, Inglaterra, recebeu, no natal, como presente da mulher, um detetor de metais. O interesse por este presente, não muito comum, surgiu após Mike ter visto a série “The Detectorists” (Os Detetores) que fala precisamente sobre deteção de metais preciosos!

O que o professor de matemática não estava à espera era de encontrar algo tão precioso! Digno de um verdadeiro episódio da série! Quando foi experimentar o novo brinquedo, no jardim de casa, Mike teve uma surpresa! Ao início, pensou que não era nada de especial, tipo uma tampa de uma garrafa antiga, ou assim, mas quando o tirou da terra, reparou que era um anel de ouro! Entusiasmado, Mike lavou rapidamente o anel, tirou umas fotografias, partilhou num grupo do Facebook onde estão outros utilizadores de detetores de metais e perguntou se o anel valia alguma coisa. Logo no primeiro comentário lia-se: “isso é um tesouro, tens de contactar o FLO!” (The Finds Liaison Officer - agentes especializados em identificar peças preciosas).

Cornwall Live/BPM Media

O ex militar entrou em contacto com o museu de Cornish Life e descobriu que se trata de um anel romano do 1º ou 2º século AC!!! Entretanto o anel será passada para as entidades competentes que irão verificar a data específica e o valor da peça.

A verdade é que Mike teve o seu momento com o detetor de metais. Por causa deste achado, pode trazer informação valiosa sobre os tempos romanos em Inglaterra!!!