Duelos pela Europa: Tiago Brandão Rodrigues vs Carolina Pires

O ministro da Educação (na imagem) reflete sobre a União Europeia com a jovem lisboeta.

PUB (0:)

A Europa passa muito pelas escolas. E nesse sentido, este debate coloca frente a frente uma jovem lisboeta, Carolina Vieitas Pires, que estuda na Holanda, e o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues. 

Carolina começa por definir a Europa como “um ecossistema onde todos precisam uns dos outros”. No entanto, sublinha que devemos “evitar competições ou impor valores, mas antes colaborar uns com os outros e partilhar”. 

Tiago Brandão Rodrigues lembra, nesse sentido, que “o respeito pelos Direitos Humanos é a pedra basilar da construção desta Europa. E esse respeito deve estar sempre presente, o que nem sempre aconteceu.”

O ministro, que já viveu noutros países, considera a Europa a sua casa. Recorda as suas origens raianas onde também se vive hoje a Europa.

Há, no entanto, um afastamento no que toca às instituições. Carolina diz que é preciso levar mais informações às pessoas, a começar pelas escolas. Mas falta também uma aproximação entre os políticos e a população. “As pessoas gostavam de sentir por parte dos políticos sensibilidade para os problemas deles.”

Cada geração vive a Europa de forma diferente, considera Tiago Brandão Rodrigues. Os mais jovens dão a Europa por adquirida e é preciso “espicaçá-los”. A escola tem aí “um papel importantíssimo e nova Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania tem um conjunto de conteúdos que alertam para a cidadania europeia.”