Ouça a Rádio Comercial, faça o download da App.

"Bebe-se um Café, Escreve-se um Refrão"

Um projeto do Carlão com sete duplas de artistas.

CARLÃO APRESENTA: “BEBE-SE UM CAFÉ, ESCREVE-SE UM REFRÃO”

Carolina Deslandes + Dino D’Santiago

Benjamim + António Zambujo

Tó Trips + Mayra Andrade

Pedro + Virgul

Beatbombers + Tatanka

João Nobre + Capicua

Branko + Luísa Sobral

 

1º Episódio | Carolina Deslandes + Dino D’Santiago

PUB (0:)



2º Episódio | Benjamim + António Zambujo

PUB (0:)

 

“Bebe-se um café, escreve-se um refrão” é o nome do mais recente projeto desenvolvido por Carlão, que convidou sete duplas de artistas para tomarem um café e partilharem os seus processos de criação em torno da construção de um refrão, a pedra basilar das canções. O resultado desses encontros criativos deu origem a sete vídeos, que serão lançados semanalmente, de 24 de junho a 5 de agosto.

Cada episódio de “Bebe-se um café, escreve-se um refrão” capta e acompanha um dia de trabalho, partilha e convívio entre um(a) compositor(a) e um(a) cantor(a)/autor(a) convidados por Carlão.

A premissa do encontro é o desenvolvimento de um refrão a partir de uma base musical previamente concebida pelo compositor. O criador e anfitrião do projeto – Carlão – recebe, primeiro num café e depois no seu estúdio, a dupla de cada sessão e, após uma primeira audição da base musical, o desafio proposto é usar na letra três palavras retiradas aleatoriamente de um livro escolhido pelo próprio a pensar na personalidade específica de cada um dos autores das letras.

Misturando géneros e conjugando abordagens criativas, as duplas emparelhadas por Carlão colocam em diálogo os universos musicais de alguns dos mais interessantes e inventivos criadores da música portuguesa: Carolina Deslandes + Dino D’Santiago, Benjamim + António Zambujo, Tó Trips + Mayra Andrade, Pedro + Virgul, Beatbombers + Tatanka, João Nobre + Capicua e Branko + Luísa Sobral.

O projeto é um programa cultural, mas também lúdico, onde informalmente se descortinam diversos métodos de trabalho e interação entre artistas que podem até não se conhecer, mostrando ao público em geral a dinâmica do processo criativo. Mais do que o resultado final, o objetivo é mostrar os processos dos(as) vários(as) compositores(as), produtores(as), cantores(as) e letristas, através do acompanhamento do trabalho em progresso, “in loco”, no estúdio.

Para Carlão, “este é um projeto que pretende criar um espaço aberto de debate e intercâmbio em modo tertúlia, criando pontes entre intérpretes de géneros paralelos que muitas vezes só precisam de um empurrão para cruzarem os seus caminhos, promovendo assim a interculturalidade.” “Bebe-se um café, escreve-se um refrão” é um projeto apoiado pelo programa “Garantir Cultura”.