'As pessoas ostracizavam muito as pessoas com VIH Sida'

Margarida Martins foi presidente da Associação Abraço 21 anos e foi uma das convidadas do Era o Que Faltava.

Margarida Martins, 67 anos, 21 deles na presidência da associação Abraço. Vem dos tempos em que era porteira do Frágil e em que a Sida era um tabu. É a ela e à Abraço que podemos agradecer terem tornado cool o uso de preservativo nos hábitos sexuais. Hoje, é autarca numa freguesia de Lisboa.

Margarida conta que antes, “o estigma era muito violento, as pessoas ostracizavam muito as pessoas com VIH Sida”. Diz ,“a cena mais chocante que eu tenho para vos dizer, é de uma mulher já de 50 anos que teve o VIH Sida através do seu marido”. Margarida viu o “filho a discutir com ela, porque ela nunca tinha dito nada, e só chorava e dizia, "nunca disse nada para vocês não marginalizarem o vosso pai””. 

Para Margarida, “isto foi completamente chocante”. Conta que se “atirou” a ele e disse: “Pare, pare com isso que a sua mãe não tem culpa nenhuma, a sua mãe só está a defender a família, ainda não entendeu?”. 

Sobre ostracizar as pessoas gordas 

Apesar de se estar a desfazer o estigma, Margarida diz que ainda agora, “as pessoas às vezes ofendem as pessoas mais fortes e mais gordas, ostracizam”. Conta “passei por um processo que emagreci bastante, tive problemas com a tiroide e voltei a engordar, mas de qualquer maneira passei por um processo e as pessoas eram muito mal-educadas”.

Margarida fez uma operação e “um dos médicos que me operou teve a distinta lata de se virar para mim e dizer “Como é que você chegou a isto?”, acrescenta, “até denunciei a situação”. 

Pode ouvir a conversa completa aqui!

Vídeos Mais Recentes Ver Todos

12-04-2021
Estou Bem by Vasco Palmeirim
09-04-2021
Soraia Tavares - A beleza vai mudar o mundo
08-04-2021
Cachorro invade frigorífico para se manter fresco!
24-03-2021
New York, New York Carneiro