NO AR:

Antes de perdoar 'precisamos de estar sãos'

Rosa Basto é psicóloga e criou um protocolo para ultrapassar a ansiedade e o pânico, esteve à conversa com o Rui Maria Pêgo e a Ana Martins.

Psicóloga há 20 anos, Rosa Basto acredita que a hipnose pode ser a solução para curar feridas antigas. Inventou até um protocolo específico para ultrapassar a ansiedade e o pânico, e lançou o livro "Comece a viver agora - Tudo o Que Precisa de Saber para Lidar com a Ansiedade".

Sobre as mágoas do passado, Rosa diz que há feridas “guardadas, bem fechadas, com aquelas plumas a tapar”, no entanto, “a ferida está a sangrar”. A psicóloga diz que durante o tratamento, “nós vamos abrir de novo a ferida, porque não se consegue fazer de conta que não existiram as coisas”. Acrescenta, “precisamos de percebê-las, então vamos limpar a ferida”. Depois dessa limpeza fica “uma cicatriz da experiência que passamos, mas sem dor”. 

“Antes de fazer qualquer perdão, nós precisamos de estar sãos, estarmos bem, estarmos em equilíbrio”, a psicóloga diz que “não conseguimos perdoar nada se estivermos com raiva, com revolta”.

Para além de entendermos quais são as nossas feridas, Rosa diz que é preciso relativizar a vida e explica porquê. “Primeiro, aceitarmos as coisas que temos, porque é com a aceitação que nós percebemos o que é que precisamos de mudar”. Para além da aceitação, “não ter tanto receio de fazer mudanças”.