NO AR:

A 'babysitter' de 99 aranhas

Sherry Garay tinha aracnofobia e graças a uma planta tudo mudou!

Sherry Garay, uma fotógrafa dos Estados Unidos, sofria de aracnofobia, mas isso mudou com a ajuda de uma planta.

A fotógrafa norte-americana mora numa casa com jardim, está habituada a pequenos bichos. Ainda assim, ficava sempre desconfortável na presença de aranhas. Ao chegar a primavera, levou para o jardim uma planta que tinha dentro de casa. E o que aconteceu? A planta ficou cheia de... teias de aranha!

Inicialmente Sherry pensou em limpar a planta para garantir que se via livre de qualquer aranha que pudesse aparecer. Mas já não foi a tempo, uma vez que a planta já alojava uma habitante. Com o passar das semanas, Sherry passou de ter medo, para ter simpatia por aquela aranha. Com a chegada do frio foi preciso levar a planta de novo para dentro de casa. E com a planta foi a aranha! 

O pequeno aracnídeo sentiu-se de tal forma confortável que começou a deixar ovos espalhados pela teia. "Eram literalmente do tamanho de um ponto final. Eles não iriam sobreviver nesta casa, o que é que eles vão comer?”, confessou Sherry à página The Dodo.

Foi então que Garay decidiu que iria tomar conta das aranhas bebés, uma a uma. Ao início pareciam ser só 20, depois eram 30, até que chegaram a ser 96 pequenas aranhas! Depois de pesquisar online como é que se tratava de aranhas bebés, a fotógrafa começou o projeto "babysitting"! Sherry arranjou uma pequena caixa de plástico para cada aranha bebé uma e alimentou uma a uma.

“Enquanto as aranhas estiverem vivas eu fico mais do que feliz em tê-las na minha planta!” afirmou Sherry, já rendida à sua nova vocação! Um mês depois, chegou o dia de libertar as aranhas. Garay dirigiu-se ao jardim e começou a colocar cada uma nas árvores, na relva, nos arbustos, em todo o lado! 

Esta história foi partilhada online pela página The Dodo, dedicada à partilha de histórias de resgates fascinantes. Os internautas não ficaram indiferentes e muitos mostraram o seu apoio ao resgate da aranha e das crias: “Eu morro de medo de aranhas, mas esta história foi linda de se ver!”, afirmou um deles.

Sherry Garay confessa que decidiu filmar a jornada do resgate da aranha para sensibilizar as pessoas a terem menos medo de aranhas e, quem sabe, até passarem a gostar!