"Eramos namorados há 75 anos e eu gosto dela como no primeiro dia!"

Esta é uma das histórias de hospital contadas pela enfermeira Carmen Garcia no Era o que Faltava.



Carmen Garcia tinha deixado de ser enfermeira, mas voltou ao combate durante a pandemia e viveu recentemente um momento emocionante com um casal internado com Covid-19. Uma senhora de 90 anos que estava internada com o marido, de 93 anos. Depois de duas noites de vigia, o marido adormeceu na cama ao lado. “Eu estava lá no quarto e o marido tinha adormecido. Quando percebi que a senhora estava nas respirações finais, eu acordei-o e disse “olhe se quiser ficar aqui de mão dada com ela…”. E ficaram lá os três. “Quando a senhora deu o último suspiro, ele disse-me muito baixinho “Eramos namorados há 75 anos e eu gosto dela como no primeiro dia!”.

 

"Tive de voltar"

Carmen já tinha deixado a enfermagem, mas o sentido dever fez que voltasse: “não deu mais… eu sou enfermeira, com muita experiência em cuidados intensivos” e por isso, Carmen não duvidou em voltar à enfermagem: “eu percebi que os meus filhos vão ter de aguentar mais uns meses na modalidade saco de batatas porque o meu lugar é nas trincheiras e tive de voltar e voltei!”
 

Ouvir conversa completa.
 

Há profissionais de saúde a pagar duas mensalidades de creche

“Está a acontecer uma coisa terrível” com os filhos dos profissionais de saúde. “Tens de levar o teu filho para uma escola que pode não ser a dele e onde ele não conhece ninguém. E se for uma creche, e isto “está a acontecer a mais do que uma colega minha, dizem-te ‘olhe, a única creche aberta é esta’. Tu vais lá deixar a tua filha e pedem-te uma mensalidade!” Ou seja, os pais ficam a pagar duas mensalidades. “Isto está a “acontecer a mais do que uma colega minha, em mais do que uma zona do país!”

 

"Temos um problema de stock de vacinas"

Carmen Garcia alerta ainda para duas questões relacionadas com as vacinas. Temos “um grave problema de falta de stock de vacinas, vamos ver como é que vai ser resolvido…”. Em segundo lugar, a enfermeira diz que “temos outro problema em relação às vacinas da Pfizer que são as seringas e as agulhas. Porque com as que usamos normalmente, não se consegue extrair as seis doses necessárias porque são agulhas e seringas com um espaço morto muito grande onde há um grande desperdício de fármaco. As agulhas e seringas específicas “aparentemente estão a ser produzidas” mas estão a demorar a chegar. “Isto vai atrasar-se por falta de produto!”
 


Negacionistas

Sobre os negacionanistas, Carmen diz que “ao início irritava-me muito, neste momento eu estou tão cansada que já não estou paciência para me chatear. É como é! E um dia que eles precisem de um ventilador nós vamos ter um para eles e vamos lá estar como estamos para toda a gente”.


Desconfinar

Na hora de desconfinar, “temos de ser inteligentes na forma de o fazer e bastante moderados” porque os profissionais de saúde precisam mesmo de descansar. E Carmen acrescenta: “Eu ontem trabalhei com uma colega que trabalhou 63 dias seguidos!”. 

Carmen Garcia escreve uma crónica num suplemento do Público e é também autora do livro “Os 10 mandamentos de uma Mãe Imperfeita” - e do blogue com o mesmo nome. É também a responsável pelo livro infantil “Era Uma Vez... Um Vírus” – Carmen Garcia explica às crianças como se espalha o vírus da pandemia, com ilustrações de Tiago Leal. 

 

Ouvir conversa completa.

 

Vídeos Mais Recentes Ver Todos

25-02-2021
Sebastião, Pipa - Vem
23-02-2021
À conversa com Justin Roiland, um dos criadores de Solar Opposites
19-02-2021
New York, New York Peixes
18-02-2021
São tão fãs da Comercial e da Arroja que têm uma música chamada Slow Down!