Kacey Musgraves, a eleita da imprensa de 2018

Auscultação das dezenas listas de melhores discos do ano em todo o mundo. Filipe Sambado é o preferido em Portugal.

28 de dezembro de 2018 às 14:29Kacey Musgraves, a eleita da imprensa de 2018

"Golden Hour" da artista de country-pop Kacey Musgraves é o álbum mais votado de 2018 pela imprensa em todo o mundo, segundo contabilidade por nós feita às listas de melhores discos do ano de 36 órgãos diferentes de referência.

Em Portugal, "Filipe Sambado & Os Acompanhantes de Luxo" de Filipe Sambado é o álbum mais pontuado nas listas de melhores do ano, a partir de uma base de consulta significativamente menor, a órgãos que atribuem classificações nos seus balanços: o jornal Público (através do seu suplemento cultural Ípsilon), os sites Blitz e Altamont e as rádios Antena 3 e Radar.  

Para a classificação global dos melhores álbuns internacionais, foram consultadas as listas dos melhores discos de 2018 dos sites de música Pitchfork, Stereogum, Paste, Consequence of Sound, os sites culturais The Quietus, PopMatters e Yahoo! Entertainment, as revistas da especialidade Rolling Stone, Billboard, Uncut, Mojo, New Musical Express, Spin, a mais underground Wire, a mais eletrónica Mixmag, a mais metaleira Kerrang!, a dinamarquesa Gaffa e a holandesa OOR, as revistas culturais Entertainment Weekly, Q e a francesa Les Inrockuptibles, a revistas mais específica Revolver, as publicações generalistas Time, The Independent e The Guardian, as revistas de celebridades People e Us Weekly, o canal de televisão norte-americano ABC, as rádios BBC Radio 6, KCRW e a NPR (National Public Radio), a agência noticiosa Associated Press e, claro, órgãos nacionais como o jornal Público, o site Blitz e as rádios Antena 3 e Radar FM. De fora, ficam as listas sem classificação por outros órgãos.

A partir das listas consultadas, fizemos uma contagem através de um sistema de pontuação que começa nos 30 pontos ao 1º de cada lista, numa ordem decrescente que termina no 15º, a que é reservado apenas um ponto.

Eis o top 30 internacional aglutinador das listas dos melhores:

1º Kacey Musgraves - "Golden Hour" > 373 pontos 
2º Janelle Monáe - "Dirty Computer" > 368ps 
3º Arctic Monkeys - "Tranquility Base Hotel & Casino" > 245ps 

4º Cardi B - "Invasion of Privacy" > 224ps 
5º Mitski - "Be the Cowboy" > 218ps 
6º Idles - "Joy as an Act of Resistance" > 177ps 
7º Robyn - "Honey" > 153ps 
8º Kamasi Washington - "Heaven and Earth" > 151ps 
9º Low - "Double Negative" > 146ps 
10º Christine and the Queens - "Chris" >142ps 
11º Ariana Grande - "Sweetener" > 127ps 
12º The 1975 - "A Brief Inquiry Into Online Relationships" > 90ps 
13º Pusha-T - "Daytona" > 87ps 
14º Rosalía - "El Mal Querer" > 76ps 
15º Father John Misty - "God's Favorite Customer" > 71ps 
16º Vários - "Black Panther: The Album" > 66ps 
17º Snail Mail - "Lush" > 60ps 
18º Sons of Kemet - "Your Queen is a Reptile" > 58ps 
19º Rolling Blackouts Coastal Fever - "Hope Downs" > 53ps 
20º Spiritualized - "And Nothing Hurt" > 51ps 
21º Parquet Courts - Wide Awake! > 51ps 
22º Cat Power - "Wanderer" > 51ps 
23º Camila Cabello - "Camila" > 50ps 
24º Lucy Dacus - "Historian" > 50ps 
25º Ghost - "Prequelle" > 50ps 
26º Turnstile - "Time & Space" > 50ps 
27º MGMT - "Little Dark Age" > 49ps 
28º Anderson .Paak - "Oxnard" > 48ps 
29º Tirzah - "Devotion" > 47ps 
30º Jonathan Wilson - "Rare Birds" > 47ps 

Para a contagem às listas dos melhores álbuns nacionais, o sistema de pontuação usado vai dos 10 pontos ao 1º de cada lista, numa descida gradual até ao mero ponto atribuído ao 5º.

Aglutinadas as cinco listas, eis o top 10 nacional de 2018:

1º Filipe Sambado - "Filipe Sambado & Os Acompanhantes de Luxo" > 27 pontos 
2º Glockenwise - "Pânico" > 20ps 
3º Dead Combo - "Odeon Hotel" > 15ps 

4º Júlio Resende - "Cinderella Cyborg" > 10ps 
5º António Zambujo - "Do Avesso" > 10ps 
6º Conan Osiris - "Adoro Bolos" > 7ps 
7º X-Wife - "X-Wife" > 7ps 
8ºs Joana Espadinha - "O Material Tem Sempre Razão" > 5ps 
Cave Story - "Punk Academics" > 5ps 
10º Carminho - "Maria" > 5ps 

Em levantamentos semelhantes, por nós feitos, pelas listas de melhores do ano da imprensa mundial, os álbuns mais considerados em anos transactos foram estes:

2017 - Kendrick Lamar - "DAMN."
2016 - David Bowie - "Blackstar"
2015 - Kendrick Lamar - "To Pimp a Butterfly"
2014 - The War on Drugs – "Lost in the Dream"
2013 - Kanye West – "Yeezus"
2012 - Frank Ocean - "Channel Orange"
2011 - PJ Harvey - "Let England Shake"
2010 - Arcade Fire - "Suburbs"      

Em 2017, o álbum mais referenciado nas listas de melhores discos nacionais do ano foi "Luís Severo" de Luís Severo.

Em caso de empate pontual, dá-se preferência ao álbum votado por mais listas e, em caso de novo empate, a predileção vai para o artista ou projecto com menos álbuns de estúdio na sua discografia.


 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top