Os regressos e separações de 2018

O ano em que a formação histórica dos Smashing Pumpkins voltou ao ativo.

26 de dezembro de 2018 às 11:07Os regressos e separações de 2018

O desejo pelo regresso dos ABBA é tão sôfrego que bastaram umas fotos nas redes sociais das cantoras Agnetha e Anni-Frid frente-a-frente no mesmo estúdio para parte do mundo ficar em polvorosa. Duas novas canções foi o rescaldo deste breve regresso... ABBA em palco só em hologramas, numa digressão mundial aguardada em 2019-20, porque os verdadeiros ABBA em carne e osso vão continuar a gozar merecidamente as suas reformas lucrativas, no conforto dos seus lares suecos.  

 

O regresso da formação história dos Smashing Pumpkins foi a ¾, sem a baixista D’Arcy, mas com os próprios músicos em palco, sem simulações de realidade virtual. Além de mais 50 concertos, a banda de Billy Corgan lançou um novo álbum, "Shiny and Oh So Bright, Vol. 1 / LP: No Past. No Future. No Sun.", onde se volta a ouvir o superbaterista Jimmy Chamberlin nos tambores e onde se torna a ver o guitarrista rítmico James Iha ao lado do carequinha dono-daquilo-tudo.


 
Os Culture Club voltaram a fazer novos álbuns 19 anos depois, por via de "Life". Mas este regresso às composições teve como implicação o uso primeiro de Boy George antes da designação coletiva de Culture Club. Passaram a ser os Boy George & Culture Club. Outro nome da new wave também voltou, os Soft Cell... mas só para um concerto de despedida, na O2 Arena, em Londres, num espetáculo de quase três horas que incluiu 'Tainted Love' e o final dos finais com 'Say Hello, Wave Goodbye'.

 

Entretanto, há regressos em público que têm que ser trabalhados, e anunciados, no ano anterior. Isto é, em 2018 fazem-se as tréguas e as primeiras reuniões de trabalho, para que em 2019 todos voltem a vê-los juntos. É o que está a acontecer com os históricos The Kinks, dos irmãos Davies. Para trás, ficam velhos diferendos. Para a frente há um álbum novo a ser gravado e o regresso a palcos mais de vinte anos depois. Aguardemos.

Os velhos amigos Ornatos Violeta não tiveram, felizmente, conflitos para resolver, para anunciar o regresso ao vivo em 2019, com concertos já marcados para os festivais NOS Alive (em Algés), MEO Marés Vivas (em Vila Nova de Gaia) e o Festival F (em Faro). Depois das emoções à solta no retorno ao vivo de 2012, os Ornatos Violeta vão celebrar os 20 anos do seu álbum mais aclamado "O Monstro Precisa de Amigos".

Outro anúncio de 2018 de um regresso ao vivo para 2019 é o das Spice Girls, mas só a quatro, sem Victoria Beckham. Para já, o itinerário de palcos fica-se por estádios na Grã-Bretanha, incluindo o londrino Wembley.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Breaking Spice news... Tickets on sale Saturday 10.30am ??? #GirlPower #FriendshipNeverEnds

A post shared by Spice Girls (@spicegirls) on

 

Como acontece em todos os anos, houve separações. Quatro meses depois do concerto no NOS Alive, os indie-rockers At the Drive-In assinaram o seu terceiro divórcio. Foi em pleno concerto, no Rio de Janeiro, que o vocalista Cedric Bixler-Zavala deu a má novidade. Fadiga? Novo interregno? Separação para sempre? Retorno dos Mars Volta? Nem os bruxos sabem. Fica aqui a despedida final, em Porto Alegre, ao som de 'One Armed Scissor', antecedido por um discurso de agradecimento de Cedric Bixler-Zavala, incluindo para o seu guitarrista de sempre Omar Rodríguez-López. 

 

Atendendo ao falecimento de Chris Cornell em 2017, os Soundgarden confirmaram este ano o fim do grupo. Mas vai haver ainda um concerto de despedida, no tributo ao malogrado cantor, a 16 de janeiro, em Los Angeles. Neste ano, o indie britânico perdeu uma das melhores bandas deste milénio, os Wild Beasts, autores do memorável álbum de 2009 "Two Dancers", um mundo sonoro onde cabiam os Smiths e os Radiohead. Londres assistiu à sua despedida no Eventim Apollo, num concerto que teve mais músicas nos encores do que no alinhamento standard

As Fifth Harmony não anunciaram propriamente uma separação mas sim uma pausa. As carreiras a solo vão ser nos anos próximos as prioridades das cantoras Lauren Jauregui, Normani Kordei, Ally Brooke e Dinah Jane.  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Fifth Harmony (@fifthharmony) on

 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top