Roland Garros vai proibir fatos como o de Serena Williams

A jogadora norte-americana usou um fato especial para ajudar na recuperação do parto em setembro de 2017.

©Nicolas Gouhier / FFT
24 de agosto de 2018 às 17:35Roland Garros vai proibir fatos como o de Serena Williams

A partir de 2019, haverá regras mais rígidas relativamente ao vestuário que os tenistas poderão usar no torneio de Roland Garros. Foi o que o presidente da Federação Francesa de Ténis (FFT), Bernard Giudicelli, anunciou durante uma entrevista à revista especializada, Tennis Magazine.

"Penso que, por vezes, somos demasiado liberais. O fato usado pela Serena Williams este ano, por exemplo, não voltará a ser aceite. Há que respeitar o jogo e o local", afirmou o presidente da FFT.

O responsável esclareceu ainda, que não pretende criar um "código exigente" como o do Torneio de Wimbledon, que só permite roupa branca, mas que "algo irá mudar."

Apesar de não ter revelado grandes detalhes, o próximo Grand Slam  não irá aceitar roupas coloridas em quadra e irá proibir estampas grandes dos patrocinadores nos uniformes dos atletas.

A atleta norte-americana Serena Williams regressou à competição no Roland Garros, um ano depois de ter sido mãe. No primeiro Grand Slam que participou, a atleta escolheu um fato dos pés à cabeça.

Segundo a tenista, o fato favoreceu a circulação sanguínea de modo a ajudar na recuperação de pós parto.

No vídeo, poderá ver o fato que a norte-americana utilizou no Roland Garros.

 

 

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top