Incêndios: Silves com reacendimentos

A intensidade do vento fez reacender o fogo em Silves, em algumas das zonas por onde já tinha passado.

LUSA
08 de agosto de 2018 às 16:33Incêndios: Silves com reacendimentos

O fogo no concelho de Silves reacendeu hoje ao início da tarde em algumas das zonas por onde já tinha passado, devido à intensidade do vento, disse à Lusa a presidente da Câmara, Rosa Palma.

"[O incêndio] está com uma força muito grande e as coisas infelizmente ainda não estão controladas", disse a autarca, pouco depois das 15:00, acrescentando que um dos pontos mais críticos é a Herdade da Parra.

De acordo com Rosa Palma, o fogo já passou "muito perto" da cidade de Silves, mas neste momento não é possível fazer previsões devido ao vento, que é muito "inconstante", o que provoca rápidas propagações.

Apesar de Rosa Palma não conseguir prever para que zona vai o fogo progredir, referiu que estão a ser feitos todos os esforços em articulação com a Proteção Civil para haver uma adaptação “a cada situação nova que possa surgir, para tentar minimizar o impacto do fogo”.

A autarca sublinhou que os trabalhos realizados pela autarquia na criação de faixas de proteção, assim como a limpeza dos terrenos, têm permitido que haja um combate ao incêndio “com maior segurança para quem está no terreno, minimizando também a sua propagação”.

A presidente da autarquia aproveitou para apelar a todas as pessoas nas zonas onde haja aproximação do fogo para que sigam as ordens das forças de segurança e que se desloquem se houver ordem de retirada, já que as autoridades protegerão o seu património.

Silves é um dos três concelhos do distrito de Faro afetados pelo fogo rural, além de Monchique e Portimão. No fim de semana as chamas chegaram a Odemira, no distrito de Beja, mas já foram apagadas no concelho alentejano.

A população que teve de ser deslocada de casa no concelho de Silves foi encaminhada para a escola Garcia Domingues, na cidade, onde a autarquia está a disponibilizar apoio com equipas da Ação Social da Câmara e psicólogos.

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top