Mundial2018: Manuel Fernandes valoriza Cristiano Ronaldo e capacidade da equipa

Portugal estreia-se no Mundial na Rússia na sexta-feira, frente à Espanha.

LUSA
11 de junho de 2018 às 11:38Mundial2018: Manuel Fernandes valoriza Cristiano Ronaldo e capacidade da equipa

O futebolista Manuel Fernandes reconheceu hoje alguma "dependência" de Portugal pela boa forma de Cristiano Ronaldo, mas garante que o grupo tem valor para se impor quando não puder contar com o seu capitão.

"Tendo em conta que é um jogador tão importante para a seleção e dos melhores do mundo, é normal que tenhamos alguma dependência não só dos golos como do seu estado de forma. É perfeitamente normal, contudo Portugal foi campeão da Europa pelo grupo em si, não só pelas individualidades", vincou.

O médio de 32 anos confia na maturidade do conjunto, considerando que "Portugal não poderia ser campeão da Europa só com a presença do Cristiano Ronaldo”.

“Foi uma vitoria do grupo e significa que estão todos preparados para dar um passo em frente quando necessário", afirmou.

Questionado por um jornalista estrangeiro se toda a atenção e valorização do madeirense no conjunto português poderá ser pernicioso para o conjunto das ‘quinas', Manuel Fernandes entende que o ganho é até maior.

"De nenhuma maneira pode ser prejudicial o Cristiano Ronaldo na nossa equipa. Nem faria muito sentido. É muito exigente com ele próprio e acaba por exigir a nós também. Isso só ajuda a equipa", justificou.

A continuidade de Cristiano Ronaldo no Real Madrid é ainda incerta, porém o seu companheiro de seleção não vê o ‘merengue' perturbado ou ansioso com o seu futuro.

"Não tenho qualquer tipo de observação negativa. Vejo-o normal. Não me parece estar preocupado com o futuro. Está bastante concentrado no que é a seleção e em poder ajudar Portugal", garantiu.

O futebolista do Lokomotiv Moscovo admite que os russos podem ser uma ajuda importante no apoio a Portugal pelo facto de Ronaldo ser membro da seleção lusa.

Portugal estreia-se no Mundial2018 sexta-feira frente à Espanha em Sochi, seguindo-se jogos com Marrocos a 20 de junho em Moscovo e com o Irão de Carlos Queiroz a 25 em Saransk.

  • Partilhar

Caso tenha algum comentário a fazer:

Back to Top